Ludgério: “Sou oposição, mas não vou assinar CPI”

Em entrevista ao programa Correio Debate, da TV Correio, nesta terça-feira, o deputado estadual Manoel Ludgério (PSD) reafirmou que é oposição. "Serei uma oposição civilizada. Mas ninguém vai me impedir de conversar com o governador [João Azevêdo] ou com setores do seu governo", disse. Ele disse que não assinará requerimento para instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) pela Assembleia Legislativa.

Para Ludgério, o mais correto será a designação de uma comissão de parlamentares para acompanhar a investigação de denúncias que já estão nas mãos do Ministério Público da Paraíba e do Ministério Público do Rio de Janeiro. Para ele, uma CPI na Paraíba chegaria atrasada e não é hora de fazer pré-julgamento sobre os envolvidos.

Na entrevista, ele disse que só teve uma audiência com o governador João Azevêdo, cobrado pelos prefeitos municipais. "A política precisa ser feita de forma civilizada. O fato de ser oposição ao governador não me obrigar a se intrigar do gestor", disse.

Manoel Ludgério revelou que a deputada estadual Cida Ramos (PSB) pediu voto para ser presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa. Ele disse que quer integrar a CCJ. Assista o trecho da entrevista abaixo: