Aécio se emociona ao conversar com portador de síndrome rara

O candidato à Presidência da República pelo PSDB, senador Aécio Neves, conversou nesta sexta-feira (27), durante visita à Campina Grande, com Patrick Teixeira Dorneles Pires, de 17 anos, que sofre MPS (mucopolissacaridose). Ele relatou as dificuldades vividas pelos portadores da enfermidade. A doença rara, degenerativa e recessiva exige tratamentos caros e complexos.

“Tem muitos pacientes precisando de ajuda e gente morrendo”, afirmou o jovem, relatando que encaminhou e-mails para a Presidência da República e autoridades federais, sem obter respostas.

Emocionado ao lado de Patrick, Aécio avisou que será um dos parceiros na campanha para a ampliação do tratamento aos portadores. “Aqui você vai encontrar um parceiro. Você pode ter certeza”, afirmou o senador, abraçando o jovem. “Parabéns pela luta e conte conosco”, disse.

Aécio visitou Campina Grande nesta sexta-feira onde se reuniu com lideranças políticas e comunitárias, conhecendo a cultura local e assistindo a espetáculos típicos dos festejos juninos do Nordeste.

Patrick é portador da MPS IV-A e tem pouco mais de 1 metro de altura. Com dificuldades para se locomover, enxergar e de audição, o estudante se tornou uma espécie de símbolo de luta na Paraíba em favor dos portadores da síndrome.

Demandas da população

Após a chegada à cidade, Aécio seguiu para o Sítio São João, cidade cenográfica que reconstitui antigos engenhos, casas de farinha, roçados de milho e outros locais representativos para a história nordestina. Lá, tomou um café na banca da promotora de vendas Ana Lígia, de 37 anos.

“É importante e muito animadora a presença de um candidato à presidência da República aqui entre nós”, celebrou a paraibana.

Aécio visitou ainda o Salão do Artesanato, onde foi recepcionado pela quadrilha Rojão do Forró. O tucano viu de perto trabalhos em cerâmica, madeira, bordado e renda, conversou com artesãos e ouviu as demandas da população.

“O que a gente mais precisa é de saúde, educação e segurança. Do resto, a gente corre atrás”, salientou a artesã Maria Helena, 37 anos. Já o estudante de Comunicação Social Francisco de Assis, de 33 anos, lamentou a condução que o atual governo federal dá às políticas destinadas à região.

“O PT nunca me agradou. Faltam políticas para o Nordeste. A transposição do rio São Francisco, por exemplo, até hoje ainda não saiu do papel”, lembrou o estudante.

São João

O presidente nacional do PSDB também mostrou-se animado em conhecer o tradicional São João de Campina Grande, uma das maiores festas do mundo. “Estou muito feliz de estar aqui. Já vim a Campina inúmeras vezes, mas é a primeira vez que venho a Campina no São João. Estou doido para comer uma carne de sol”, disse.