Aesa registra maior média de chuvas dos últimos 30 anos

A Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) registrou chuvas acima do esperado em João Pessoa. Durante o mês de maio, a média histórica dos últimos 30 anos na capital é de 283 milímetros, mas até a manhã desta terça-feira (31), a Sala de Situação do Governo do Estado já havia anotado 344 milímetros.

O aumento de 22% foi provocado, em parte, pelas fortes chuvas que atingiram a Capital na segunda-feira (30). Em apenas 12 horas choveu quase metade do que era esperado para todo o mês inteiro. “João Pessoa é a cidade onde mais choveu este ano. De janeiro pra cá já foram 1.064,5 milímetros. Na sequência temos Cabedelo, com 1.018 milímetros e Alhandra com 1.003,1 milímetros”, informou a meteorologista Marle Bandeira.

De acordo com o meteorologista Flaviano Fernandes Ferreira, os altos índices pluviométricos na região do Litoral na segunda-feira foram provocados pela concentração de umidade, juntamente com o aquecimento das águas na costa do oceano Atlântico. “O fenômeno meteorológico começou a se desenvolver em frente à costa da Alagoas por volta das 3 horas da manhã e depois seguiu em direção a Pernambuco e Paraíba. Começou a chover forte em Pitimbu por volta das 4 horas da manhã e em João Pessoa o período de maior índice pluviométrico iniciou às 8 horas”, explicou.

Previsão – Houve uma diminuição na nebulosidade em praticamente toda a Paraíba, com isto, não são esperadas fortes chuvas até a manhã desta quarta-feira (1º). “Existem nuvens do tipo baixa sobre as regiões do Agreste, Brejo, Litoral e parte do Sertão. Com isso, existe a possibilidade de ocorrência de chuva esparsa e localizada no decorrer do dia”, informou Marle Bandeira.