ALPB aprova diretrizes para produção de mel

A Assembleia Legislativa da Paraiba (ALPB) aprovou por unanimidade, em sessão ordinária realizada nesta quarta-feira (13), matéria que, alem de facilitar a comercialização, dá credibilidade aos produtores artesanais de mel de abelha do estado da Paraíba. Os deputados também aprovaram a criação de campanha em proteção aos idosos.

Os deputados foram favoráveis a aprovação do PL 732/2019, da deputada Pollyanna Dutra, tratando da fiscalização, produção e a comercialização do Mel de Abelha Artesanal e seus derivados. A proposta, de acordo com a deputada Pollyanna, foi elaborada após amplo debate com produtores de mel de abelha das mais variadas regiões da Paraíba, assim como, com engenheiros de alimentos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). "É um relevante projeto. A Paraíba necessitava atender as medidas de higiene e sanitárias dentro das diretrizes e normas vigentes. A aprovação da matéria valida o pedido feito a esta Casa pelos apicultores, que a partir de agora poderão produzir e comercializar diretamente com os estabelecimentos comerciais", afirmou a deputada.

Para o deputado Jeová Campos, "é fundamental certificarmos os produtos rurais da Paraíba para que possamos agregar valor a esses produtos", pontuou. O parlamentar parabenizou a deputada Pollyanna Dutra pelo projeto e ressaltou que cuidar desse segmento produtivo paraibano é uma ideia formidável.

A Casa de Epitácio Pessoa aprovou também o PL 703/2019, instituindo a Campanha Idosos Órfãos de Filhos Vivos na Paraíba. A matéria, de autoria do deputado Anderson Monteiro, tem o intuito de sensibilizar a população quanto à importância da conscientização, orientação e medidas para difundir os cuidados com os idosos, demonstrando as conseqüências sociais e psicológicas dos Idosos Órfãos de Filhos Vivos e suas conseqüências e implicações nos casos de abandono, negligência, saúde e bem-estar.