ALPB cria comissão para fiscalizar ‘calamidade’



A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) criou, nesta quarta-feira (22), uma comissão para acompanhar, orientar e fiscalizar planos de aplicação, além de medidas de prevenção e de enfrentamento ao novo coronavírus, que deverão ser implantadas pelos gestores municipais, que decretaram estado de calamidade pública em suas cidades em decorrência da pandemia.

Por sugestão do presidente Adriano Galdino , o deputado Buba Germano (PSB) presidirá a comissão. "O deputado Buba Germano é uma pessoa importante para conduzir essa comissão de acompanhamento da aplicação dos recursos, pela experiência que tem na defesa das questões municipalistas e no contato direto com os gestores municipais", justificou Galdino.

Na sessão remota desta quarta também foram definidos os nomes dos demais parlamentares que integrarão a comissão. Pelo bloco governista, além de Buba Germano, foram indicados Ricardo Barbosa (PSB) e Wilson Filho (PTB); pelo G-10 Taciano Diniz e Tião Gomes (ambos do Avante); e pela oposição os deputados Eduardo Carneiro (PRTB) e Camila Toscano (PSDB).

Para suplentes, foram indicados pela situação os deputados Branco Mendes (Podemos), Estela Bezerra (PSB) e Pollyanna Dutra (PSB); pelo G-10, os deputados Felipe Leitão (Democratas) e Genival Matias (Avante); além, de deputados Raniery Paulino (MDB) e Cabo Gilberto (PSL), pela oposição.

Na semana passada a Assembleia Legislativa já havia decidido encaminhar solicitação aos órgãos controladores de gastos públicos no estado da Paraíba objetivando a fiscalização rigorosa da aplicação dos recursos extraordinários recebidos pelas prefeituras para as ações de combate ao Coronavírus, sugerindo inclusive, aos gestores municipais a criação imediata de um Plano de Contingência para disciplinar a aplicação desses recursos.