ALPB participa de evento do sesquicentenário de Epitácio

A Assembleia Legislativa da Paraíba, através do presidente Adriano Galdino, prestigiou nesta quinta-feira (6) mais um evento que celebra a passagem do sesquicentenário de Epitácio Pessoa e que teve a palestra do ministro do Supremo Tribunal Federal, Francisco Rezek.

O evento ocorreu no Centro Cultural Ariano Suassuna, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) e contou com a presença de representantes dos três poderes e o neto do ex-presidente, o embaixador Carlos Pessoa Pardellas.



Para o presidente Adriano Galdino, Epitácio Pessoa é maior paraibano da história e merece todas as reverências. “Epitácio foi eleito presidente só Brasil estando em missão na Europa e contra ninguém menos do que Rui Barbosa. Além disso, ocupou cargos em todas as esferas e por onde passou deixou marca de sua competência”, comentou o deputado.



O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, Marcos Cavalcanti, destacou que a série de homenagens é uma parceria entre o TJPB, TCE-PB e Assembleia Legislativa e que ainda mais duas datas serão agendadas. “Esta é a terceira etapa das cinco programadas para reverenciar o ex-presidente Epitácio Pessoa. Teremos em novembro mais uma palestra com o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o paraibano Herman Benjamin, e em dezembro um concerto no Espaço Cultural com a Orquestra Sinfônica da Paraíba”, destacou.



Já o vice-presidente do TCE-PB, André Carlo Pontes, ressalta que a parceria para a homenagem é uma forma de trazer à tona as conquistas de Epitácio. "A história desse ilustre paraibano deve ser resgatada para servir de exemplo para as futuras gerações", pontuou.



O palestrante, ministro Francisco Rezek, destacou o papel ímpar de Epitácio na história do Brasil. "Ele obteve feitos como ministro do STF aos 36 anos e juiz da Corte Internacional de Haia. São grandes feitos que estão sendo celebrados à altura com esta série de homenagens", salientou.



A homenagem a Epitácio também contou com a presença do senador José Maranhão; o presidente da Câmara de João Pessoa, Durval Ferreira; o arcebispo da Paraíba, Don Aldo Pagotto; e representantes do Tribunal Regional Eleitoral, Prefeitura de João Pessoa e Governo do Estado.