Anastácio espera ter registro liberado pelo TRE

O deputado estadual Frei Anastácio, líder do PT na Assembleia Legislativa, espera que Tribunal Regional Eleitoral (TRE) libere o seu registro de candidatura na sessão dessa quarta-feira (20). “Não entendo porque uma coisa tão simples, que não procede de nenhuma culpa minha, nem da nossa assessoria, esteja rendendo tanto na corte eleitoral. Não há nada irregular no meu pedido de registro”, disse Frei Anastácio.

O parlamentar explicou que a certidão exigida pelo TRE não foi apresentada, junto com o pedido de registro de candidatura, porque tal documento não estava disponível no sistema do Tribunal de Justiça. “Essa certidão, tão falada, é referente a um processo contra mim, por defender lutas dos movimentos sociais, em 1996, no qual não houve condenação, já foi arquivado na comarca de Sapé e não estava digitalizado no sistema da própria justiça. Mas, fomos atrás disso e conseguimos uma justificativa da própria justiça, apresentamos ao TRE e, mesmo assim, não houve avanços”, disse o deputado.

Frei Anastácio explicou que durante o julgamento do recurso, ontem (18), o relator do processo alegou que a certidão não estaria nos autos. “Mas, o nosso advogado, Jonatha Oliveira de Pontes, mostrou ao juiz relator, Sylvio Porto, que o documento se encontrava no processo. Depois disso, o próprio relator orientou o advogado a entrar com novo recurso, que será votado na sessão de amanhã. Espero que a corte corrija essa falha e encerre esse caso, com a concessão do meu registro de candidatura que é legítimo. Não há nada de ilegal. A pendência documental já foi sanada”, afirmou.