Anísio diz que aliança com PSB, com DEM no palanque, “não há a menor possibilidade”

O deputado estadual Anísio Maia (PT) disse que defende a aliança com o governador Ricardo Coutinho (PSB), mas é partidário e seguirá a decisão que for tomada. "Eu hoje defendo a aliança, nós praticamos a aliança, mas ela só pode ser levada onde houver convergência. Se o PT indicar numa eleição próxima o nome de Lula e o PSB indicar outro candidato a presidente da República, nós vamos seguir com o PT. Disso ninguém tem a menor dúvida. Eu defendo isso, porque defendo que o Brasil tenha partido de verdade", afirmou.

Anísio reconheceu que não tem como conversar com o PSB na Paraíba por conta da aliança com o DEM. "Isso é um problema para nós. Se o Democratas estiver na chapa nós não vamos apoiar. Eu mesmo já disse que não voto em golpista. Se for para deixar de ser deputado, eu deixo. Não há a menor possibilidade. A gente tem que ter princípio", comentou.

Ele, contudo, diz que o PT trabalha pela aliança nacional, com os partidos que defendem as eleições diretas com uma frente com PC do B, PSB, PSOL, PDT e a Rede.  "Essa aliança vamos tentar manter aqui na Paraíba", observou.

Para ele, não é momento definir a estratégia para a disputa das eleições estaduais no ano que vem. "A primeira lição, a primeira regra que temos que cumprir é essa: unir os partidos de esquerda", defendeu.