Arnóbio apresenta ferramentas tecnológicas do TCE-PB

O presidente do Tribunal de Contas da Paraíba, conselheiro Arnóbio Viana, apresentou aos participantes do 3º Fórum Nacional de Controle, em Brasília, três novas ferramentas de inovações tecnológicas desenvolvidas pela Corte: ‘Preço da Hora’, ‘Preços de Referência’, e ‘Pregão Automático’. O auditor de contas públicas Aguinaldo Macedo, gestor das ferramentas, acompanhou o conselheiro durante o evento.

O fórum objetivou integrar as instituições de controle externo e interno de estados, municípios e União, por meio de ações de capacitação e controle integradas. E, também, da elaboração de minutas de legislação sobre governança; compartilhamento de informações; e da disseminação de boas práticas de governança entre os entes federados.

Lançado em junho deste ano, o aplicativo de celular ‘Preço da Hora’ disponibiliza para o cidadão, em qualquer região do estado, informações de preços, em tempo real, de mais de 739 mil produtos. Foi criado e desenvolvido pelo TCE-PB em parceria com o Governo do Estado e uma equipe de professores da Universidade  Federal da Paraíba.

As outras duas ferramentas - Preços de Referência e Pregão Automático – estão em fase de testes e serão lançadas no início de 2020, para auxiliar a administração pública no controle, agilidade e economicidade ao efetuar compras governamentais. E, ainda, permitir ao cidadão acompanhar com transparência a aquisição dos bens e serviços.

O conselheiro Arnóbio Viana demonstrou a importância de cada uma delas por ocasião das exposições, em Mesa Redonda do evento, sobre a temática: “Governança de aquisições, inovação e desburocratização”. O mediador foi o presidente do Conselho Nacional dos presidentes de Tribunais de Contas, conselheiro Edilson de Souza.

Coordenado pelo ministro do TCU Augusto Nardes, o “3º Fórum Nacional de Controle - Integrando o Brasil para fazer bem”  aconteceu no Instituto Serzedello Corrêa (ISC), em Brasília (DF), dias 28 e 29/11.

E abordou, entre outros temas, governança e integração do controle; desenvolvimento regional com foco no cidadão; transparência e integridade na administração pública; infraestrutura e os novos desafios do setor; transparência e integridade na administração pública.

Foram parceiros na organização do encontro, a Controladoria-Geral da União (CGU), o Instituto Rui Barbosa (IRB), a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon), a Frente Nacional de Prefeitos (FNP), a Confederação Nacional de Municípios (CNM), o Conselho Nacional de Presidentes dos Tribunais de Contas (CNPTC), o Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci), o Conselho de Dirigentes de Órgãos de Controle Interno da União (Dicon), a Associação Nacional dos Ministros e Conselheiros-Substitutos dos Tribunais de Contas (Audicon) e o Sistema CNA Brasil.