Assembleia Legislativa aprova indicação de novo conselheiro do TCE

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, por unanimidade, a nomeação do advogado Marcos Antonio da Costa para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Em sessão ordinária realizada nesta quinta-feira (22), o auditor Marcos Antonio passará a ocupar a vaga do conselheiro Humberto Porto, que se aposentou recentemente.

Antecedendo a Sessão Ordinária, uma sabatina foi realizada com o novo conselheiro através da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia. A arguição pública ocorreu no plenário da Casa de Epitácio Pessoa com a presença do presidente do TCE, conselheiro Arthur Cunha Lima, deputados, familiares e amigos do advogado Marcos Antonio, que atua no Tribunal de Contas, há 27 anos, como funcionário de carreira.

Após breve explanação do novo conselheiro, a presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), deputada Estela Bezerra, conduziu a sabatina com os parlamentares dirigindo perguntas e questionamentos a Marcos Antonio da Costa.

Em sua saudação, o presidente Adriano Galdino afirmou que a Assembleia Legislativa mais uma vez cumpre seu papel institucional e parabenizou o novo conselheiro. “Para nós, é um prazer estar dialogando com Marcos Antonio. O governador Ricardo Coutinho, de forma sábia, respeitou a vontade do TCE e escolheu o mais votado na lista tríplice. Conselheiro, assuma essa missão e tenha fé em Deus, confie em sua família e nos profissionais daquela casa para que, desta forma, você faça sucesso na sua função", declarou.

A deputada Estela Bezerra expressou sua satisfação em ter sido a mediadora na sabatina ao novo conselheiro. "A indicação do novo conselheiro Marcos Antonio da Costa foi por meritocracia. Ele veio a esta Casa por serviços prestados, não por antiguidade, veio por sua competência, seu perfil", pontuou. Estela Bezerra se tornou a primeira mulher deputada a presidir uma sabatina na ALPB.

O conselheiro Marcos Antonio da Costa mostrou estar à vontade durante a sabatina. "A melhor coisa do mundo é ser sabatinado por parlamentares da mais alta qualificação, e isto aumenta nossa responsabilidade. Como conselheiro, continuarei me pautando no bom censo, sempre fazendo justiça nos meus julgamentos", declarou.

O novo conselheiro foi saudado em nome do TCE pelo vice-presidente, conselheiro André Carlos Torres, que destacou o colega de instituição é um grande homem por sua história, sua trajetória ímpar. “É com esta mensagem de boas vindas novamente que o saúdo o colega retribuindo as boas vindas quando cheguei o Tribunal”, pontuou, acrescentando que quase todos os auditores tarimbados do TCE passaram pelas mãos do agora conselheiro Marcos Antonio da Costa.

O deputado Hervázio Bezerra, líder do Governo na Assembleia, revelou que a sabatina seria até desnecessária pelo perfil do novo conselheiro que já assumiu o cargo algumas vezes em substituição a outros conselheiros. Hervázio parabenizou o governador Ricardo Coutinho por mais uma vez escolher o mais votado de uma lista tríplice a partir de decisão dos integrantes do TCE.

Para o presidente do TCE, conselheiro Arthur Cunha Lima, "o conselheiro Marcos Antonio da Costa estará honrando a tradição do TCE. Ao longo do tempo de conselheiro substituto ele acompanhou ou votou mais de 7.000 processos, é mais do que o suficiente para provar que tem experiência e capacidade para ocupar o cargo", ressaltou.

Além da presença do presidente Adriano Galdino, estiveram presentes na sabatina os deputados Antônio Mineral, Artur Filho, Bosco Carneiro, Camila Toscano, Charles Camaraense, Galego de Sousa, Hervázio Bezerra, Inácio Falcão, Janduhy Carneiro, João Henrique, José Aldemir, Jullys Roberto, Jutay Meneses, Manoel Ludgério, Olenka Maranhão, Zé Paulo e também o secretário de Articulação do Estado da Paraíba, Trócolli Júnior, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Artur Cunha Lima.

Perfil

O advogado Marcos Antônio da Costa exerceu a função de técnico de controle externo do TCE, em seguida foi promovido ao cargo de analista de Controle Externo do TCE e auditor de contas, foi coordenador da Auditoria de Aposentadorias Funções e Reformas, foi diretor de Auditoria e Fiscalização do TCE, atuou como conselheiro substituto e também como conselheiro em exercício, em substituição a diversos conselheiros titulares.