Banco Cidadão finaliza 2015 com R$ 11,8 mi de crédito

O Banco Cidadão da Prefeitura Municipal de João Pessoa premiou cinco empreendedores que se destacaram na gestão de seus micronegócios e realizou a última liberação de crédito do ano, somando R$ 11.800.270, nesta terça-feira (15). Os recursos foram destinados ao investimento de 2.683 micronegócios. A solenidade foi realizada no Tribunal de Contas do Estado e, na ocasião, o Banco Cidadão atingiu a marca de R$ 27.480.781 investidos na cidade de João Pessoa, desde o ano de 2013, com a realização de 6.805 operações de crédito.

“Esta é a solenidade mais importante do ano. De uma só vez, concedemos crédito de R$ 2,7 milhões para 610 empreendedores, somando R$ 11,8 milhões em 2015. A cifra é a maior já disponibilizada para o microcrédito em João Pessoa. Crescemos 37% sobre o ano passado e ultrapassamos nossa meta para este ano em 18%”, destacou o secretário do Trabalho, Produção e Renda, Diego Tavares.

Ele também disse que o crédito do Banco Cidadão não se trata apenas de recursos financeiros, mas é uma ação de inclusão social e alcança não só os empreendedores. “Nós fortalecemos o mercado de trabalho, pois os empreendedores também vão contratando funcionários. O Banco Cidadão tem apoiado a microeconomia de todos os bairros de João Pessoa. Vamos aonde a população está, identificamos as potencialidades, damos capacitação e recursos para a abertura ou ampliação de atividades econômicas”, frisou.

O Banco Cidadão também homenageou os órgãos parceiros que fazem parte de seu Comitê Gestor. As homenagens foram prestadas ao Sebrae (na figura de seu diretor técnico, Luís Alberto Amorim) e à Federação da Micro e Pequena Empresa da Paraíba – Femip (na figura do presidente Antônio Gomes). Ainda fazem parte do Comitê Gestor o Banco do Brasil (representado pelo superintendente de negócios, Alexandre Henrique,) e os secretários de Finanças Sérgio Barbosa e de Desenvolvimento Social, Eduardo Pedrosa.

Prêmio Cidadão Empreendedor - Conforme o secretário Diego Tavares, o objetivo do Prêmio Cidadão Empreendedor, criado neste ano, é reconhecer o esforço e a história dos microempresários, para que sirva de exemplo e incentivo aos demais. Cinco empreendedores foram escolhidos, considerando o valor do empréstimo e o investimento no estabelecimento, adimplência do pagamento, formalização em microempresa, número de funcionários e as histórias de vida.

Premiados – Gilvomar da Costa trabalhou sete anos em um restaurante de comida japonesa, até que, com apoio do Banco Cidadão, abriu seu próprio estabelecimento. Ele é proprietário da Kin San Temakeria e Sushi Bar, no Cristo Redentor, e emprega sete funcionários. “Estou muito feliz com esta homenagem do Banco Cidadão. Não tenho palavras para agradecer”.

Giane Cordeiro tem um salão de beleza com seu nome, em Manaíra. Quando ela começou na atividade, há 15 anos, trabalhava com apenas uma manicure, mas hoje, são 10 profissionais na equipe. “Me emocionei quando vi minha história contada com este vídeo do Banco Cidadão. Com este apoio de crédito, eu consegui realizar meu sonho de equipar meu salão como eu queria”.

Já Paulo Eduardo Lucena trabalha com comunicação visual, em Mangabeira. Ele obteve dois empréstimos com o Banco Cidadão e, ao adquirir novo maquinário, passando a oferecer novos serviços, os negócios foram melhorando. “É uma satisfação muito grande receber este reconhecimento em meio a tanta gente batalhadora, a tantas histórias de vida”.

Marlene Lins, que costura há mais de 50 anos, é outra das premiadas. Ela iniciou a produção de roupas com proteção a raios ultravioleta e montou a loja Protec UV, na sua própria casa, no Ernesto Geisel. “Hoje eu fiquei muito emocionada e feliz. Sou muito grata ao Banco Cidadão e espero que muito mais gente seja beneficiada no próximo ano”.

Roberto Dias Júnior, que começou no ramo de alimentos vendendo salgados na rua, tem uma lanchonete no Cristo Redentor, de nome Playboy das Coxinhas. Com os recursos do Banco Cidadão, ele comprou máquinas, montou um food truck e agora se prepara para abrir um quiosque em Tambaú. “O banco Cidadão foi fundamental para começar meu negócio. Estou muito feliz com o reconhecimento e espero que nossas histórias sirvam de incentivo para os demais empreendedores”.

Empréstimos - O Banco Cidadão concede empréstimos no valor de até dez salários mínimos, a uma taxa de 0,9% ao mês. O pagamento pode ser dividido em até 24 parcelas. Para ter acesso ao crédito, o empreendedor deve ter idade a partir de 18 anos e morar em João Pessoa há, no mínimo, seis meses. Não é preciso estar formalizado. Pessoas com nome nos cadastros de proteção ao crédito e servidores da Prefeitura não podem obter o empréstimo.

Neste final de ano houve um recesso para as inscrições, que serão retomadas em janeiro de 2016. O empreendedor interessado deve procurar a Secretaria do Trabalho, Produção e Renda, na Avenida Cardoso Vieira, 85, Varadouro. O proponente deve apresentar original e cópia de RG, CPF e comprovante de residência atual. Mais informações pelo telefone 3214 1707.

Crescimento dos investimentos

Ano – Contratos – Valores

2013 – 1.960 – R$ 7.093.911

2014 – 2.162 – R$ 8.586.600

2015 – 2.683 – R$ 11.800.270