Bayeux pagará energia do viaduto para areoporto

Em reunião na sede da Agencia Reguladora do Estado da Paraiba (ARPB), o prefeiro Expedito Pereira  concordou em incluir na conta de iluminação publica de Bayeux a rede elétrica da BR-230 que atravessa seu município, incluído o viaduto que dá acesso ao aeroporto Castro Pinto. Há mais de cinco anos que toda a rede implantada pelo Denit quando da duplicação da BR está desligada por não se chegar a um entendimento de quem seria a responsabilidade de pagar o consumo.

A ARPB, através do seu presidente Ramalho Leite convidou representantes do Denit, da Energisa, do Ministério Público e da Prefeitura de João Pessoa, também interessada na área, já que se trata da entrada da capital, para juntamente com o prefeito de Bayeux, resolver o problema.

Após expostas as razões de cada órgão e de ouvir as ponderações do prefeito Expedito Pereira, ficou acordado o seguinte: O Deint vai concluir as alças do Viaduto Major Ciraulo e melhorar sua sinalização; A prefeitura de João Pessoa se comprometeu em fazer uma revisão da rede para deixá-la em condições de ser energizada; a Energisa vai fazer um projeto de melhoria da iluminação da via de acesso ao aeroporto Castro Pinto, com lâmpadas de LED, para submeter à aprovação da Aneel e executar; a Prefeitura de Bayeux vai pagar o consumo de energia e assumir a manutenção da rede.

O representante do Ministério Público, promotor Raniery elogiou a iniciativa da ARPB e sugeriu que a autarquia reguladora convoque também os prefeitos de Mamanguape, Conde e Alhandra para tentar solução semelhante e possibilitar a energização da rede elétrica implantada nas BRs que atravessam a área de cada um desses municípios. Ficou agendada a reunião com as mesmas entidades e prefeitos para o próximo dia 31 de julho, as 9hs da manhã na sede da ARPB. Nos próximos quinze dias, se a rede, desativada há muitos anos estiver em perfeito estado, as luzes serão acesas, diminuindo os índices de acidentes e melhorando a segurança da área.