BC garante que fundamentos da economia continuam sólidos

Em audiência pública presidida pelo senador Raimundo Lira (PMDB-PB), a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal discutiu nesta terça-feira (15) com o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, a atual crise financeira e a política monetária brasileira.

Durante a audiência, Alexandre Tombini garantiu que, mesmo em ano de crise financeira, os fundamentos da economia brasileira continuam sólidos e que é fundamental prosseguir com o ajuste fiscal.

Ele afirmou que o “ajuste fiscal é imprescindível” para estabilizar a inflação e retomar o crescimento da economia e também defendeu a revisão dos tributos cobrados no país. O presidente do BC ressaltou os efeitos negativos internos de dois movimentos externos: a alta do dólar, que pressiona a inflação; e o desaquecimento da China, que impacta as exportações.

Segundo Tombini, apesar dos problemas a balança comercial acumula saldo positivo de US$ 13 bilhões até novembro e a depreciação do real torna o país atraente a investidores. Para ele, o Papel do Banco Central neste momento é manejar a política monetária para combater a inflação e garantir a saúde do sistema financeiro.

O presidente do BC disse que o fundamental agora é recuperar a confiança de que o Brasil será capaz de superar as dificuldades em um horizonte de médio e longo prazo.

Condução da Audiência – O Senador Raimundo Lira, que presidiu a audiência, oportunizou aos senadores que estiveram presentes participar dos debates. Como empresário, economista e presidente interino da CAE, o senador Raimundo Lira avaliou como proveitosa a audiência.

Particularmente, Raimundo Lira já declarou que tem uma expectativa otimista em relação ao ano de 2016. Ele acredita que, no ano que vem, o Brasil retomará o seu crescimento e a capacidade de realizar novos investimentos.