Campina ganha dois centro de odontologia

O Ministério da Saúde inaugura nesta segunda-feira, 7, mais dois Centros de Especialidades Odontológicas (CEO) em Campina Grande. As cerimônias de inauguração acontecem nos distritos de Galante e São José da Mata, com presença do coordenador nacional de Saúde Bucal, Gilberto Alfredo Pucca Junior.

O Estado da Paraíba passa a contar com 54 desses centros e quatro deles, estão em funcionamento em Campina Grande. Entre as especialidades odontológicas oferecidas gratuitamente nestes CEO’s estão endodontia (tratamento de canal), periodontia (trata as doenças da gengiva), cirurgia oral menor, semiologia (lesões de boca e diagnóstico de câncer bucal) além de atendimento especial aos pacientes com necessidades especiais.

“Houve um grande avanço nos últimos anos na área de saúde bucal no Estado da Paraíba. Até 2003, existiam apenas 300 equipes de saúde Bucal na Estratégia Saúde da Família e atualmente existem 1.189 equipes em funcionamento”, declarou Gilberto Pucca. “Também não tínhamos Centros de Especialidades Odontológicas no sistema público e atualmente, estão em funcionamento mais de 50 e não contávamos com laboratórios de prótese e hoje, são mais de 100 espalhados pelos municípios paraibanos”, continuou. “Trata-se de uma expansão histórica do Brasil Sorridente, de uma demonstração clara, de responsabilidade e de compromisso do Ministério da Saúde com o povo paraibano”.

Brasil Sorridente -  O Brasil Sorridente é a primeira política nacional feita especificamente para tratar de saúde bucal no país e a maior política pública de saúde bucal do mundo.

Lançado em março de 2004 para garantir as ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde bucal dos brasileiros, o programa articulado a outras políticas de saúde, apresenta, como principais linhas de ação, a adição de flúor nas estações de tratamento de águas de abastecimento público, a reorganização da Atenção Básica (especialmente por meio da Estratégia Saúde da Família) e da Atenção Especializada (por meio da implantação de Centros de Especialidades Odontológicas e Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias).



CEO -  Atualmente, existem 54 Centros de Especialidades Odontológicas espalhados pela Paraíba. Os CEO’s são divididos em três tipos. Do tipo I (com três cadeiras odontológicas); do tipo II (de quatro a seis cadeiras); e do tipo III (com no mínimo sete cadeiras).

Para municípios com centros do tipo I, o Ministério da Saúde destina, mensalmente, R$ 8,2 mil para custeio, além de R$ 60 mil em parcela única, correspondentes a custos com reforma, ampliação ou construção do espaço físico. No caso de unidades tipo II, esses valores são de R$ 11 mil e R$ 75 mil, respectivamente. Já as unidades tipo III, a verba destinada para construção ou adequação do espaço físico é de R$ 120 mil e o custeio mensal da unidade é de R$ 19,2 mil. Todos os cidadãos têm direito aos serviços oferecidos pelos CEOs, mas, para isso, precisam ser atendidos previamente pelas equipes de atenção básica, postos de saúde e unidades básicas de saúde.

Prótese -  Até 2005 não havia laboratório de prótese no sistema público. Atualmente, estão em funcionamento na Paraíba, 110 Laboratórios Regionais de Prótese Dentária (LRPD), com investimentos anuais que ultrapassam os R$ 9 milhões.