Canadá realiza palestra em busca de profissionais em JP

“E se seu futuro estiver no Québec?”. João Pessoa receberá no próximo dia 6 de março, às 18h15, no Auditório Tarcísio Miranda Burity, no Unipê, a palestra da assessoria do Ministério de Imigração, Diversidade e Inclusão de Québec (Canadá), a fim de divulgar as condições de mobilidade para Québec a trabalho. Há 150 vagas, e qualquer pessoa interessada pode estar presente e se informar.

Para participar, os interessados devem se inscrever gratuitamente na página www.imigracao-quebec.ca/palestras. Antes da inscrição, o candidato pode realizar uma Avaliação Preliminar de Imigração, disponível na página http://www.immigration-quebec.gouv.qc.ca/pt/biq/mexico/informations/avalie-on-line.html, para saber se seu perfil entre as possibilidades de mobilidade.

A ideia é apresentar os diferentes aspectos da província, tais como a francofonia, os estudos, a economia, a sociedade, as perspectivas de emprego e os programas de mobilidade para trabalhadores qualificados. O espaço é fruto da parceria fechada entre o Ministério de Imigração, Diversidade e Inclusão do Québec e a Assessoria de Assuntos Internacionais do Unipê, e visa trazer aos pessoenses a oportunidade de saber mais sobre como trabalhar no Québec. As palestras fazem parte de um ciclo maior de espaços que acontecem no Brasil de 2 a 27 de março, e que passará pelas cidades de Belo Horizonte, Campinas, Curitiba, Natal, Recife e São Paulo.

Segundo a assessora de Assuntos Internacionais do Unipê, profa. Daniella Pereira Barbosa, a importância do evento está em estreitar os laços da Instituição com a realidade do mercado de trabalho no Canadá. “Québec tem a tradição de procurar profissionais qualificados em várias instituições, captando e introduzindo os brasileiros para a realidade da província. O profissional, aluno, professor ou qualquer interessado pode estar presente e ter uma introdução do que o Québec procura, os perfis dos profissionais, e como o estudante tem que se qualificar para preencher as exigências necessárias”, salientou a assessora.

Centro Universitário de João Pessoa