Cássio alerta para nova pedalada do PT

O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), chamou à atenção, nesta quarta-feira (28), dos senadores em plenário, especialmente aqueles que representam os estados da Bahia, Rio Grande do Sul e Alagoas, para a mais nova pedalada do governo federal: “a pedalada da nafta”. Segundo Cássio, a Petrobras, pela quarta vez consecutiva, está firmando contratos provisórios para o fornecimento desta matéria-prima. No Brasil, toda a nafta de produção nacional, destinada à indústria petroquímica, provém das refinarias da Petrobras.

“A capacidade do governo em produzir pedaladas é inesgotável. Não há uma projeção de longo prazo de garantia do fornecimento da matéria-prima, o que acarreta, de cara, uma instabilidade para se realizar investimentos. Qual investidor poderá apostar em um país que não assegura sequer o fornecimento de matéria-prima de uma indústria de base, que pode parar? E, parando a indústria petroquímica, para o restante dos segmentos industriais”, alertou Cássio.

Contratos renovados

De acordo com o líder, os contratos precisam ser renovados para que o governo garanta a estabilidade nos empregos e atraia mais investimentos.

“Essa instabilidade provocada pelo próprio governo só aprofunda as dificuldades econômicas do país. Nós precisamos renovar esses contratos em longo prazo para trazer o mínimo de confiança e de estabilidade a uma indústria que é tão importante para o Brasil, porque, do contrário, nós estaremos decretando o fim de uma atividade econômica importante para o país e vários estados da Federação, e, consequentemente aprofundando o drama do desemprego no Brasil”.

Nafta

A nafta é um derivado de petróleo utilizado principalmente como matéria-prima da indústria petroquímica na produção de eteno e propeno, além de outras frações líquidas, como benzeno, tolueno e xilenos. A nafta energética é utilizada para geração de gás de síntese através de um processo industrial (reformação com vapor d’água). Este gás é utilizado na produção do gás canalizado doméstico.

A nafta petroquímica é um líquido incolor, com faixa de destilação próxima à da gasolina. Este derivado é utilizado como matéria-prima pelas três Centrais Petroquímicas existentes no Brasil – Braskem (Bahia e Rio Grande do Sul e São Paulo), que o processam obtendo, como produtos principais, eteno, propeno, butadieno e correntes aromáticas.