Visita de Cássio a Patos tem protesto de ‘dilmistas’

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) fez uma visita a Patos, neste sábado (5). Ele reafirmou o apoio à gestão de Dinaldinho Wanderley (PSDB) e disse que seu papel é ajudar o prefeito a tirar o município da lista de devedores do Governo Federal. O senador não concedeu entrevista.

A visita serviu para reforçar a pré-candidatura de Dinaldo Wanderley a deputado estadual. Ex-prefeito e pai do atual gestor desconversa sobre uma eventual candidatura à ALPB. Ele aproveitou a presença do senador e do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) para alfinetar a ex-gestão de Francisca Motta (PMDB). Dinaldo disse que sua gestão teve problemas com denúncias no Ministério Público, mas "nunca passou por batida de Polícia Federal".

O senador fez a visita ao lado do ex-deputado Donaldo Wanderley, pai do atual prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley. Visitou obras do teatro e foi ao mercado público conversar com populares.

 



Doze universitários, com cartazes e batendo latas, fizeram protesto contra o senador. Nos cartazes, chamavam Cássio de "golpista" pelo apoio ao presidente Michel Temer e ao processo de impeachment da ex-presidente petista Dilma Rousseff. A manifestação foi no Centenário Café, local onde seria concedida uma entrevista. O protesto foi pacífico.

Assista o vídeo do protesto dos jovens em Patos.

https://youtu.be/EExRpG_we94