CFC conhece programas do TCE-PB

“Encontramos, aqui, sem dúvida, um terreno fértil”. Foi este o comentário feito pelo presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) Zulmir Breda ao ser informado sobre programas, aplicativos e banco de dados oferecidos à consulta popular pelo Tribunal de Contas da Paraíba, em alguns casos, desde 2012.

Conduzido, na manhã desta segunda-feira (10), ao gabinete do presidente do TCE André Carlo Torres Pontes pelo da Associação de Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) Fábio Nogueira, o gaúcho Zulmir Breda pediu apoio ao programa da classe contábil “Abraçando o Controle Social” já levado ao conhecimento do Congresso Nacional, em abril passado.

Seu desembarque em João Pessoa servirá à assinatura de acordo de cooperação técnica com a Atricon, providência necessária à adesão das Cortes de Contas do País ao projeto de ampliação das Normas Brasileiras de Contabilidade e Técnicas de Auditoria Governamental. Para tanto, voltará a se encontrar, nesta terça-feira (11), com o paraibano Fábio Nogueira, ocasião em que o convênio será assinado.

O presidente do CFC explicou que a iniciativa atende, ainda, ao propósito de convergência, no âmbito dos TCs, às Normas Internacionais de Auditoria das Entidades Superiores de Fiscalização recomendadas pela Organização Internacional de Entidades Fiscalizadoras Superiores.

Do encontro, no gabinete do conselheiro André Carlo, também participaram, além do conselheiro Fábio Nogueira, o ex-presidente Fernando Catão (apresentado pelo anfitrião como homem que iniciou a implantação, no TCE, do sistema de dados abertos), o conselheiro substituto Renato Sérgio Santiago Melo, a presidente do Conselho Regional de Contabilidade Vilma Pereira e o conselheiro desse mesmo organismo Garibaldi Dantas Filho.