PF recebe lista de quem recebeu auxílio ilegalmente

A Controladoria Geral da União deve encaminhar, nesta segunda-feira, à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal a lista com os nomes de quem recebeu auxílio emergencial, com parcelas de R$ 600, de forma irregular. Elas devem ser notificadas para devolução desses recursos.

No dia 18 de junho passado passado, o blog trouxe em primeira mão que um levantamento da CGU identificou quase 26 mil servidores públicos da Paraíba inscritos para receber o beneficio do auxílio emergencial, o que era irregular. Também trouxe a informação de que jovens de famílias ricas também se inscreveram. Nos perfis das redes sociais desses jovens, estão registros de viagens ao exterior e a destinos turísticos do país. Eles teriam se aproveitado do fato que não têm renda declarada, já que são sustentados pelos pais, para burlar o sistema de inscrição do auxílio emergencial.

O superintendente da CGU na Paraíba, Severino Queiroz, lamentou que pessoas que, comprovadamente não estão na faixa de carentes, tenham se aproveitado para receber as parcelas.




Segundo o levantamento da CGU, mais de dois mil beneficiários na Paraíba são de pessoas que não tem o perfil do programa, possuem patrimônio elevado e bens de alto valor econômico.




As denúncias de recebimento indevidos são frequentes. Recentemente, as irmãs e a mãe do jogador Hulk Paraíba apareceram nas listas dos que receberam o auxílio emergencial. Também surgiram nomes de jogadores profissionais do Botafogo paraibano e de dirigentes da Federação Paraibana de Futebol.