Comando da PM lamenta morte de Chaves

Ainda consternado com a notícia do falecimento do secretário-chefe da Casa Militar do Governador da Paraíba, coronel Fernando Antônio Soares Chaves, vítima de um acidente automobilístico nesta quarta-feira (27), no Sertão Paraibano. O Comandante Geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, lamentou a prematura morte, ressaltando que a amizade com o coronel Fernando Chaves permanecerá e que seus exemplos serão eternizados.



“O general [jargão utilizado pelo secretário-chefe quando falava com as pessoas] passou, mas se eternizam seus exemplos de humildade, solidariedade, desapego a matéria, profissionalismo e amor ao próximo. Perdemos um grande companheiro. A Polícia Militar da Paraíba está enlutada e, neste momento, abraça a todos os familiares e amigos que sofrem com esta perda irreparável. Que Deus, em sua misericórdia, nos conforte para seguirmos no cumprimento da nossa missão”, lamentou o coronel Euller Chaves.



O acidente que causou a morte do coronel Fernando Chaves aconteceu na BR-230, no início da madrugada, entre os municípios de Pombal e Patos, no Sertão paraibano. Coronel Chaves voltava para João Pessoa quando um veículo colidiu de frente com o carro conduzido pelo militar.



Na Polícia Militar da Paraíba, o coronel Fernando Chaves foi comandante do 1º Pelotão do 6º Batalhão, em Sousa (1986); comandante da 14ª Companhia do 6º BPM, em Sousa (1987/1988); comandante da 11ª Companhia do 6º BPM, em Cajazeiras (1988); subcomandante da 11ª Companhia do 6º BPM (1991); comandante do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças do Centro de Educação da PM (1991); chefe da Divisão de Ensino do Centro de Educação (1991); comandante da Academia de Policia Militar do Cabo Branco (1991); chefe da Coordenação de Comunicação Social e Marketing da PM (1992); comandante da 4ª Companhia do 1º BPM (1992 a 1994); comandante da 2ª Companhia do 6º Batalhão (1994 a 1997); comandante da 4ª Companhia do 1º Batalhão (2001 a 2002); comandante da Companhia de Policiamento de Trânsito (2003); comandante do 6º Batalhão, em Cajazeiras (2005 a 2009).