Eduardo quer levar ‘Cidade Madura’ para o Brasil

Coutinho para todo o Brasil

Os candidatos a presidente Eduardo Campos (PSB) e vice-presidente Marina Silva (PSB) visitaram o Condomínio Cidade Madura, em João Pessoa, na manhã deste sábado (09). Eles vieram à Paraíba para conhecer de perto o projeto pioneiro desenvolvido pelo governador e candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB) destinado exclusivamente para idosos.

Eduardo Campos disse que os idosos enfrentam muitas dificuldades no Brasil, inclusive financeiros, e que projetos como o do governador Ricardo Coutinho podem contribuir para que eles tenham uma vida digna.

“A moradia é um desafio enorme para os idosos, e aqui há uma experiência muito interessante. O Condomínio Cidade Madura é uma comunidade de idosos, bem diferente de um abrigo, de um deposito de idosos. Aqui é uma comunidade onde os idosos interagem entre si, interagem com a coletividade, recebem os familiares, fazem atividades físicas, esta é uma experiência que o Brasil precisa ampliar, tornando-se uma política pública nacional”, destacou o presidenciável, acrescentando ainda que o Governo Federal pode garantir recursos, através de fontes como a Caixa Econômica e o FGTS, para viabilizar a construção de moradias de qualidade para os idosos.

A candidata à vice-presidente da República, Marina Silva, disse que o Cidade Madura é uma demonstração do apreço da gestão do PSB para as pessoas que já deram a sua contribuição e que não estão sendo tratados como merecem. “Duas coisas que sinalizam o grau de evolução de uma sociedade, a forma como se tratam a suas crianças e seus jovens e a forma como eles tratam os seus idosos. Estas duas coisas, quando não são tratadas adequadamente, mostram que alguma anda errada”, observou.

Marina Silva disse ainda que os rendimentos dos idosos são corroídos pela quantidade de remédios e consultas médicas que eles têm de pagar, sem cobertura pelo SUS ou por planos de saúde. “Eles ainda enfrentam um grave problema de moradia. Muitas vezes, um idoso é produtivo, tem condições de se cuidar, mas não encontra moradia digna, e este projeto implantado por Ricardo Coutinho é um dos exemplos que podem se tornar políticas públicas nacionais para os idosos”, completou a candidata.

Expansão do projeto

O governador Ricardo Coutinho disse que, em seu segundo mandato, pretende construir outros 20 condomínios para idosos pelo Estado, além dos que já estão em construção nas cidades de Campina Grande e Cajazeiras. “Esse é um compromisso de um governo que não esperou por emendas e nem recursos vindos de fora. Nesta unidade de João Pessoa, nós investimos R$ 4 milhões. Vamos fazer condomínios com horta, salão de festa, unidade de saúde, enfim com dignidade para pessoas. Hoje, 17% das pessoas estão acima de 60 anos na Paraíba. Desse percentual, tem muita gente que não tem onde morar”, ressalto ou governador paraibano.

A cozinheira aposentada Ana Inácia Santos de Carvalho, 77 anos, não se conteve de alegria ao abraçar Eduardo Campos, Ricardo Coutinho e Marina Silva. Sem ter moradia garantida antes do Cidade Madura, ela disse que a casa que conseguiu é excelente e que lhe faltavam palavras para a agradecer ao projeto criado pelo governador da Paraíba. “Quando eu vejo Ricardo, tenho vontade de partir ele ao meio num abraço, de tão apertado que é! Eu vinha sofrendo muito e hoje estou nessa casa linda, isso é de uma delicadeza enorme. Enquanto eu estiver viva, mesmo sem a obrigação de votar por causa da idade, meu voto é de Ricardo Coutinho”, revelou, emocionada.

Sobre o Cidade Madura

Inaugurado em junho deste ano, o projeto tem 40 unidades habitacionais com área de 54m² cada, totalmente adaptadas às necessidades das pessoas idosas. O local ainda possui guarita de vigilância, uma praça, pista de caminhada, redário, sala de atendimento médico, centro de vivência e uma horta comunitária. A área é toda urbanizada dentro das normas de acessibilidade. Em João Pessoa, o projeto representou um investimento de aproximadamente R$ 4 milhões.

Os primeiros moradores foram escolhidos após um completo estudo social. No Cidade Madura, só é admitida a permanência de moradores idosos e estes não podem modificar, emprestar, locar ou ceder os imóveis. Eles podem morar sozinhos ou com seus cônjuges e pagam apenas as despesas referentes à utilização do imóvel, que é de propriedade do Estado. A concessão só será reincidida caso o idoso manifeste interesse ou quando há perda de autonomia ou falecimento, sendo o imóvel cedido para outro idoso.

Para ter direito a participar do programa, é preciso residir preferencialmente na cidade há pelo menos dois anos, ter 60 anos ou mais e possuir renda de até cinco salários mínimos. Também é necessário que o idoso tenha possibilidade de locomoção e lucidez compatível com as atividades da vida diária.