Eleição do presidente do PT-PB ainda não tem mérito julgado e está em aberto

Está longe ainda de uma decisão definitiva sobre as eleições para presidente estadual do PT, embora Jackson Macedo, candidato de situação, tenha comemorado uma decisão singular do juiz Kelphes Vasconcelos, de João Pessoa.  Ele negou um pedido de "tutela antecipada" do candidato de oposição, o deputado Anísio Maia, que queria anular a eleição.

A decisão do juiz apenas enfatiza que o mérito ainda será julgado, o caso tem que ser analisado em todos os aspectos e há tempo para sua sentença final. A posse do presidente eleito do PT paraibano só ocorrerá em fevereiro do ano que vem.

Do outro lado, Jackson recorreu ao Tribunal de Justiça, com um recurso, pedindo que houvesse sentença de mérito, lhe dando ganho de causa. O desembargador Saulo Benevides negou o recurso.

Para Anísio Maia, a decisão do desembargador mostra o bom direito de sua pretensão em ter a contagem de 120 delegados de diretórios municipais e não de 108, como foi contabilizado no congresso estadual.

Assista a entrevista de Anísio Maia:

 

http://www.dailymotion.com/video/x5ol9oc_correio-debate-o-deputado-estadual-anisio-maia-fala-sobre-eleicoes-do-pt-estadual_news