Em convenção, PSDB reitera oposição a favor da Paraíba

Foi realizada neste domingo, nas dependências da Assembleia Legislativa da Paraíba, a Convenção Estadual do PSDB que contou com as principais lideranças do Partido no estado. O presidente reeleito, Ruy Carneiro destacou que os objetivos do partido em termos eleitorais estão em lançar candidaturas próprias para prefeitos no maior número de municípios, disse ao destacar que o PSDB tem recebido novas adesões oriundas de todas as regiões do Estado, "o crescimento do PSDB é motivado pelo grande desempenho do partido na últimas eleições e que é chegada a hora do partido, com os seus quadros qualificados, reiniciar o processo do comando administrativo, inicialmente nos municípios".

Na mesa que conduziu os trabalho, além do presidente, Ruy Carneiro, também estavam o senador Cássio Cunha Lima, os prefeitos de Campina Grande e Guarabira, Romero Rodrigues e Zenóbio Toscano, respectivamente. Além da ex-deputada Iraê Lucena, em nome do PSDB Mulher - PB, o suplente de senador, José Gonzaga Sobrinho (Deca do Atacadão) e o vice prefeito de Campina Grande, Ronaldo Filho.

O senador Cássio Cunha Lima fez na sua fala o registro da ausência do deputado federal Pedro Cunha Lima e fez uma homenagem ao prefeito de São Domingos do Cariri, Zé Ferreira, recentemente falecido, "homem honesto, ético, leal, humilde e competente que foi um dos símbolos da competência administrativa do partido".

Cássio agradeceu o apoio de todos os presentes que lotaram a ALPB, também pelo resultado obtido nas eleições passadas, "se não ganhamos o governo, recebemos a incumbência de ser oposição e numa democracia a oposição é tão importante quanto o governo. Ele declarou tem certeza de que brevemente o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba irá começar a julgar as ações que pedem a cassação do atual governador e diante das ilegalidades cometidas nas eleições de 2014, denunciadas inclusive pelo Ministério Público, ele não tem dúvidas que novas eleições serão realizadas na Paraíba.

Cássio lamentou o clima de desesperança que existe atualmente no Brasil onde as pessoas estão vivenciando um histórico momento de transformação política e social. " Tenho testemunhado pessoas que eram amigas e estão se distanciando por questões políticas, tamanha a gravidade da direção política que o país vem tendo e este exemplo pode ser comparado ao que ocorre também na Paraíba, que vive uma escalada de violência sem comparação histórica com qualquer época do nosso estado".

E o que o governo sempre repete é que as pessoas estão exagerando. Ele disse que a oposição na Paraíba vai continuar exigindo que o governador cumpra as suas promessas de campanha, a exemplo da contratação de 5.000 policiais militares que estão aptos a assumir os seus cargos e que novos concursos para a polícia civil e policial militar sejam realizados para tentar alcançar o número. Num discurso forte, Cássio declarou que o momento é de altivez e coragem para que ninguém se cale ou se acovarde.

Outro grave problema que vive a Paraíba diz respeito ao abastecimento de água cuja falta de providências do governo federal e estadual são preocupantes, pois em algumas cidades, como Nova Palmeira, a prefeitura tem buscado algo de reservatórios que ficam a mais de 200 Km da sede do município, enquanto isso, a Transposição continua sendo uma obra eterna que não fica pronta.