Emenda de R$ 18 mi de Manoel Junior garante Hospital do Coração

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior (PMDB), se reuniu no último dia 20 de dezembro com o presidente da República, Michel Temer (PMDB), para pedir a liberação de recursos de emenda de bancada, de sua autoria, para a implantação do Hospital do Coração da Capital.

O presidente Temer de pronto atendeu ao pedido de Manoel Junior e mobilizou os ministros, Dyogo Henrique Oliveira, do Planejamento, e Ricardo Barros, da Saúde, para atender o pedido do vice-prefeito. Assim, o Governo Federal liberou R$18.896.217,00 (dezoito milhões, oitocentos e noventa e seis mil e duzentos e dezessete reais) para a implantação.

A liberação da emenda foi publicada no Diário Oficial da União dessa sexta-feira (30).

“Como médico acredito que a missão do Hospital do Coração de João Pessoa, é oferecer atendimento humanizado com responsabilidade social, aliando uma infraestrutura diferenciada à assistência médico-hospitalar de qualidade. Nosso objetivo é ampliar os serviços e priorizar o atendimento de emergência cardiológica na capital paraibana", disse Manoel Junior.

A unidade do Hospital do Coração irá funcionar no Hospital Municipal Santa Isabel.

Problemas cardíacos

No Brasil, cerca de 30% das mortes causadas anualmente são provocadas por problemas cardíacos, como infarto ou Acidente Vascular Cerebral (AVC). De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), um em cada três adultos no mundo sofrem de problemas relacionados à pressão arterial, fator de risco para o desenvolvimento de problemas cardiovasculares.

No Brasil, 22,7% dos adultos sofrem de hipertensão, na faixa acima de 65 anos os o problema afeta 60% da população. A incidência da doença entre jovens com idade de 18 a 24 anos é de 5,4%.