Estado participa de reunião de avaliação do ‘Brasil Integrado’

A Secretaria de Segurança e Defesa Social da Paraíba (Seds) participou de uma das primeiras ações do ‘Brasil Integrado - Etapa Nordeste’. O projeto faz parte de uma decisão do Ministério da Justiça em promover ações de combate à criminalidade em todos os estados da Região Nordeste. O foco é a repressão qualificada em quadrilhas que agem em explosões a caixas eletrônicos de instituições bancárias. Polícia Civil, Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Federal, Rodoviária Federal e ainda Exército e equipes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) participam das operações.

Na última sexta-feira (5), uma videoconferência entre os secretários de segurança dos nove estados do Nordeste, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e a secretária nacional de Segurança Pública, Regina Mikki, serviu para avaliar os primeiros resultados das operações realizadas em todos os estados nos dias 2,3 e 4 de setembro.

Na Paraíba, o ‘Brasil Integrado’ foi realizado em quatro Áreas Integradas de Segurança Pública (Aisp) compreendendo ações policiais em 16 cidades (Massaranduba, Queimadas, Natuba, Umbuzeiro, Santa Cecília, Alcantil, Picuí, Nova Floresta, Cuité, Nova Palmeira, Pedra Lavrada, Cubatí, Santa Luzia, São Mamede, São José do Sabugi e Junco do Seridó).

Foi empregado um efetivo de 288 agentes de segurança, que formaram 23 bloqueios policiais. Ao todo, 38 locais foram fiscalizados, destes, oito foram autuados quanto à presença de explosivos. Na ação, ainda foram cumpridos nove mandados de prisão e 750 abordagens foram realizadas (394 pessoas; 329 carros – um apreendido; oito motos; dois ônibus e 17 caminhões).

Nas abordagens, uma pistola e uma espingarda foram apreendidas e ainda seis munições. Treze pessoas foram presas em flagrante e um adolescente detido. “É importante destacar que as ações realizadas na Paraíba visam coibir o uso, a venda e o manuseio de explosivos, evitando que este material chegue às mãos de criminosos que fazem parte de quadrilhas especializadas em explosões a bancos”, disse o delegado geral adjunto da Polícia Civil da Paraíba, Isaías Gualberto.

O ‘Brasil Integrado – Etapa Nordeste’ é uma ação piloto pautada no trabalho em conjunto das forças policiais, com o objetivo de reduzir os índices de criminalidade nos nove estados que compõem a região. As operações seguem um padrão de fiscalização integrada, assim como aconteceu em todo o país durante o período da Copa do Mundo. Este projeto começou a ser articulado há cerca de um mês, quando o ministro José Eduardo Cardozo participou de uma reunião com todos os secretários de segurança do Nordeste em um evento de inteligência policial realizado na Paraíba. A ideia é que o Brasil Integrado seja ampliado e alcance todas as outras regiões brasileiras.