Estela revela refúgio espiritual antes de mandato na ALPB

Para assumir o seu primeiro mandato de deputada estadual de cabeça fria e com o espírito renovado, a jornalista Estela Bezerra foi buscar energias num dos mais belos lugares do país. Bem no centro do estado da Bahia (BA). Estou falando da Chapada Diamantina. E ela voltou com todo gás. Defende a manutenção da aliança entre PT e PSB em João Pessoa, diz que vai aos extremo para fazer valer seus projetos no Legislativo estadual e quer um mandato que possa se aproximar do povo.

Sobre a aliança entre o seu partido e o PT, Estela argumenta que se houver afinidade e colaboração, nas diversas áreas, João Pessoa tem muito a crescer. "O governo passa dos 50% da gestão e ainda tem muito a oferecer. Vou ajudar nisso, desejando que com nossa colaboração possamos ainda crescer mais", disse.

Estela Bezerra foi entrevistada no 27 Segundos, na noite desta quinta-feira (29), na RCTV (canal 27 da Net digital). Ela também falou do nervosismo da estreia no Legislativo, mas disse que chega com uma vontade muito grande de ocupar seus espaços.  "Sinto uma torcida muito favorável, para que o mandato de desenvolva de maneira mais correta a partir de debates de interesses da população", comentou.

A deputada garante que está pronta para os embates dentro e fora do plenário. "Venho dos movimentos sociais e tenho a responsabilidade de fazer política com 'P' maiúsculo. Pretendo ir ao extremo para fazer cumprir o meu papel dentro do Legislativo", afirmou.

Ela ainda comentou sua decisão de se refugiar, passando nove de dias de introspecção, em contato com a natureza, até para se preparar para nova missão. "Escolhi passar uma semana na Chapada Diamantina, caminhando, perto da natureza, onde pude inclusive expandir minha consciência e meu sentimento de espiritualidade, basicamente para manter a minha determinação", frisou.

Você conhece?

A Chapada Diamantina é composta por 25 municípios. É uma região de serras, protegida pelo Parque Nacional da Chapada Diamantina, situada no centro do estado brasileiro da Bahia, onde nascem quase todos os rios das bacias do Paraguaçu, do Jacuípe e do Rio de Contas. Essas correntes de águas brotam nos cumes e deslizam pelo relevo em belos regatos, despencam em borbulhantes cachoeiras e formam transparentes piscinas naturais. O parque nacional é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).1

A vegetação é exuberante, composta de espécies da caatinga semi-árida e da flora serrana, com destaque para as bromélias, orquídeas e sempre-vivas.

https://www.youtube.com/watch?v=1V6iECJhe7s&list=UUrGgio0WdYhiZ_T6jFPOhaw