Exportações nordestinas cresceram mais de 30% este ano

De janeiro a abril de 2017, as exportações nordestinas totalizaram US$ 5,1 bilhões. O montante representa crescimento de 31,1% em relação ao mesmo período do ano passado. A avaliação é do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão de estudos regionais do Banco do Nordeste.

Segundo os autores do estudo, houve mudança no perfil do comércio exterior em diferentes unidades federativas. No Ceará, por exemplo, destacaram-se produtos provenientes da Siderúrgica do Pecém. O Estado é destaque na Região ao registrar aumento no volume de vendas externas nos quatro primeiros meses de 2017.

No Maranhão, houve boas vendas de alumina, de papel e celulose e de soja. Também foram relevantes a soja no Piauí e Bahia, os melões no Rio Grande do Norte, os veículos e produtos da indústria química em Pernambuco, os produtos da indústria química em Alagoas e o suco de laranja em Sergipe.

Os maiores destinos dos produtos nordestinos foram China, Estados Unidos e Argentina. Juntos, eles receberam 44,9% do total exportado. As vendas para a Argentina cresceram 47,6%. Para os Estados Unidos e China, o crescimento foi de 34,3% e 14,7%, respectivamente.

Os dados estão no documento Diário Econômico, disponível no site do Banco do Nordeste no endereço www.bnb.gov.br/diario-economico-2017.