Fim do G11 reforça base governista na ALPB

O deputado estadual Tião Gomes, líder do G11 na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), informou, nesta terça-feira (25), que o grupo chegou ao fim. O G11 foi um grupo paragovernista, formado por bancadas diferentes da Casa de Epitácio Pessoa, criado com o objetivo de atuar de forma independente na ALPB. Mas a formalização da extinção do G11 só vai acontecer no dia 1 de janeiro do ano que vem, quando for iniciar um novo ano legislativo.

O G11 começou a atuar na Assembleia Legislativa há quase dois anos. O então vice-presidente da ALPB, Genival Matias, era o principal articulador do grupo, embora em sua liderança estivesse Júnior Araújo (Avante). Depois passaram pela liderança do G11 os deputados Felipe Leitão e o próprio Tião Gomes. Com a morte de Genival (foto), o grupo foi informado da saúde de Polyanna Dutra (PSB), Taciano Diniz (Avante) e Nabor Wanderley (PRB).

De acordo com Tião, o grupo terminou de forma consensual e a decisão foi tomada em comum acordo entre os deputados. O líder do G11 ainda ressaltou a importante contribuição para a Paraíba dada pelo grupo, porém não há mais espaços para divisão na base governista. “Trabalhamos muitos pela Paraíba. Construímos o que tínhamos de construir. O grupo está unido em torno de João Azevêdo. O governador é o nosso grande líder. Estamos todos no mesmo barco, somos governistas. Não tem sentido essa divisão. João está atendendo as demandas dos deputados, todos estão satisfeitos. Não há razão para divergir. Nosso bloco agora é João Azevêdo”, disse Tião Gomes.