Galdino e deputados visitam obras do Canal Acauã-Araçagi 

A Frente Parlamentar da Água visita nesta sexta-feira (13) as obras do Canal Acauã-Araçagi, em construção pelo Governo do Estado. A visita dos deputados, na companhia de secretários de Estado, acontecerá a partir das 9 horas no canteiro de obras, instalado no município de Mogeiro, Agreste paraibano.

O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino confirmou que integrará a comitiva de parlamentares que conhecerá a maior obra hídrica da Paraíba.

De acordo com o presidente da Frente Parlamentar da Água, deputado Jeová Campos, a obra é de grande importância para o estado. "Estaremos indo visitar as obras e desde já convidamos os demais deputados. Aqueles que não puderem ir enviem uma representação porque acho importante que a gente possa ver o andamento dessa obra relevante para a Paraíba", comentou.

Jeová Campos revelou ainda que foi em Brasília esta semana e tratou no Ministério da Integração Nacional e na Agência Nacional de Águas (ANA) sobre liberação de recursos para perfuração de poços e contratação de carros-pipa na Paraíba, além de implantação de sistemas de abastecimento singelo d'água. "É preciso que o Exército e o Estado levem água à comunidades que sofrem que com a seca", afirmou.

Nos dias 20 e 21 deste mês a Frente Parlamentar de Água visitará ainda obras hídricas em Cajazeiras e Sousa. Também haverá visita ao canteiro de obras da Transposição de Águas do Rio São Francisco no município paraibano de São José de Piranhas e em Mauriti, no Ceará.

A obra - O Canal Acauã-Araçagi é um sistema adutor que vai abastecer 38 municípios, garantir água para 600 mil pessoas e irrigar 16 mil hectares. No lote I , 70% das obras já foram concluídos. O sistema adutor terá extensão total de 112,4 quilômetros.

A obra emprega 1.000 operários, nos lotes I e II. O sistema adutor receberá as águas da Transposição do São Francisco a partir da barragem Acauã, localizada no município de Itatuba. As obras do lote I, com 40,8 km abrangem as cidades de Itatuba, Ingá, Mogeiro, Itabaiana e São José dos Ramos. No lote I, ainda estão sendo construídas duas pontes sobre os rios Surrão e Ingá, e um aqueduto.

No lote II, o canal passará por terras dos municípios de Sobrado, Mari, Sapé e Riachão do Poço. O canteiro de obras do lote 3 vai ser instalado entre Mamanguape e Araçagi, com obras nos municípios de Cuité de Mamanguape, Araçagi, Itapororoca e Curral de Cima, numa extensão de 30,58 km.

O canal tem trechos com largura de 120 metros em aberto que está recebendo revestimento impermeável. E trechos com 80 metros de largura por onde passam três tubos de 1,9 metros de diâmetro. A água seguirá os 112,4 km por gravidade média de três centímetros a cada quilômetro.