Gervásio deve anunciar saída do PMDB na quinta

O deputado estadual Gervásio Filho deve mesmo deixar o PMDB. O anúncio pode ser feito nesta quinta-feira (3), às 10h, na sede da Associação Paraibana de Imprensa (API). Foi para lá que ele marcou uma entrevista coletiva. Ele que vem se desentendendo com a cúpula do PMDB há bastante tempo, não esconde as mágoas com a condução do partido pelo senador José Maranhão e critica a postura da legenda, que lançou o pré-candidato a prefeito de João Pessoa, deputado federal Manoel Júnior.

Gervásio revelou que já recebeu convite do governador para ingressar no PSB. Também foi sondado pelo DEM, PTB, PT do B e PEN. "Fiquei feliz com o convite pessoal do governador. Ele sabe qual é a minha postura há muito tempo, desde que convivia com meu pai [o ex-presidente da ALPB, Gervásio Maia, já falecido]".

As declarações de Gervásio foram dadas no programa ´Rede Debate', desta segunda-feira (22), na RCTV (canal 27 da NET digital).

Gervásio Filho lembrou que sempre foi do PMDB, cresceu no PMDB, mas tem sido desacreditado. "Nunca recebi um só telefonema de José Maranhão. Fui preterido diante de uma acordo que foi feito, chancelado sob a presidência de José Maranhão. O acordo foi desfeito em nome de uma figura que não tem a metade da minha história dentro do PMDB", disse.