Gervásio preside sessão em homenagem ao ex-governador Antônio Mariz

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, nesta quarta-feira (16), sessão especial de alusão aos 20 anos da morte do ex-governador Antônio Mariz. A propositura de autoria dos deputados Gervásio Maia (PMDB) e Bruno Cunha Lima (PSDB) foi prestigiada pelos familiares, amigos e autoridades políticas.

A sessão presidida pelo deputado Gervásio Maia homenageou a trajetória política do ex-governador, que foi lembrado por todos os presentes pelo seu caráter. Emocionado, o parlamentar ressaltou a forma como Mariz honrou o seu trabalho na política.

“Vamos sempre lembrar a história dele aos nossos filhos e netos. Tenho orgulho de falar sobre a sua trajetória em todos os lugares por onde passo. Temos a responsabilidade de honrar a história deste homem tão digno, que é motivo de orgulho para nós”, explicou.

O deputado Bruno Cunha Lima, que também foi autor da propositura, destacou Antônio Mariz como um dos grandes nomes da política na Paraíba. "Sou o mais novo deputado desta Casa. Quando Mariz faleceu eu tinha apenas cinco anos. Porém, a força de seus ideais e o impacto de suas ações, até hoje, inspiram a mim e a todos os paraibanos", disse.

A sessão contou com a presença do presidente da ALPB, Adriano Galdino (PSB), dos deputados Trócolli Junior (PMDB), Renato Gadelha (PSC), João Gonçalves (PSD), Estela Bezerra (PSB), Raniery Paulino (PMDB), Janduhy Carneiro (PTN) e Antônio Mineral (PSDB). Além dos autores Gervásio Maia e Bruno Cunha Lima.

Também prestigiaram a solenidade o presidente do Tribunal de Contas do Estado e ex-presidente da Assembleia Legislativa, Arthur Cunha Lima, assim como a reitora da Universidade Federal da Paraíba, Margareth Diniz, e o vereador de João Pessoa, Fernando Milanez (PMDB).

Sobre Antônio Mariz

Mariz deixou marcos simbólicos da passagem pelo Palácio da Redenção, como a solidariedade para com os marginalizados pela ditadura econômica que privilegiava uma minoria de ricos. Deputado federal; secretário de Educação do Estado no governo João Agripino; ex-diretor nacional do BNH; foi senador Constituinte Nota Dez, na elaboração (em 1988), da denominada Constituição-Cidadã. No Senado, foi relator do processo de Impeachment do ex-presidente Fernando Collor em 1992.

A trajetória de Antônio Mariz foi encerrada em 16 de setembro de 1995, ainda no exercício do governo, quando veio a falecer aos 57 anos de idade.