Governo promove mais de 100 praças da Polícia Militar

O Governo do Estado autorizou o comandante-geral da Polícia Militar a promover 106 policiais da qualificação de praças. A lista dos promovidos foi publicada na noite dessa segunda-feira (15) no Boletim Interno nº 110 do Comando-Geral e traz a ascensão para cabo e 3º sargento. Com as promoções deste mês, já são 4.643 policiais militares promovidos em quatro anos e meio – quase a metade do efetivo de toda a corporação.

Para serem promovidos, os policiais passaram por um curso de habilitação que atualiza o currículo profissional dos militares e tiveram que preencher requisitos como tempo mínimo de serviço (dez anos como soldado para ser promovido a cabo e dez anos de cabo para ser promovido a sargento) e está no comportamento excepcional.

O secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, disse que as promoções dos policiais militares trazem motivação para a tropa. “O Governo da Paraíba tem se preocupado em garantir os direitos dos policiais militares e assim avança no processo de reconhecimento e motivação da tropa”, avaliou.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, destacou que mesmo diante da dificuldade, o governo continua mantendo a política de ascensão profissional na corporação. “Já são 4.643 promoções nesses quase quatro anos e meio, sendo 4.034 de praças e 609 de oficiais, o que denota claramente o compromisso que o governador Ricardo Coutinho tem em manter a política de valorização e ascensão profissional na instituição, garantindo essa progressão funcional que estimula o efetivo em busca de resultados cada vez melhores para a população”, disse.

Entre 2011 e 2014, foram promovidos 3.913 policiais da qualificação de praças (cabos, sargentos e subtenentes).  Um estudo realizado na intranet (rede interna) da Polícia Militar mostra que nos últimos dez anos (2004 a 2014) foram promovidos 5.863 policiais desta qualificação, sendo 1.950 até 2011 e 3.913 nos anos seguintes, até 2015.

A capacitação – Os soldados para serem promovidos a cabo, por tempo de serviço, têm como um dos requisitos o curso de habilitação para cabos, com duração de 356 horas/aula, distribuídas em 16 disciplinas. O mesmo critério é adotado para os cabos antes de serem promovidos a sargentos, onde passam pelo curso de habilitação para sargentos, com uma carga horária de 256 horas/aula.

Seleções internas – Além das promoções por tempo de serviço, o Governo do Estado retomou em 2011 os processos de seleções internas, que há mais de sete anos não eram realizados na instituição. Atualmente, os aprovados para os cursos de Cabo, Sargento e Habilitação de Oficiais estão passando pelo período de formação no Centro de Educação, em João Pessoa. Foram 144 vagas oferecidas na última edição e no segundo semestre deste ano o restante dos aprovados iniciará o curso.