Lira alerta para urgência da conclusão da transposição

O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) subiu à tribuna do Senado na noite desta quarta-feira (11) para discursar sobre a urgência da conclusão das obras de transposição das águas do Rio São Francisco. Lira abordou a crise hídrica também assola a região sudeste, composta por São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais.

“Esses estados compõem basicamente 70% do PIB brasileiro, têm a maior concentração populacional do País. Com certeza essa região tem mais força política e econômica que o Nordeste. Portanto, precisamos redobrar nossas atenções para que os recursos das obras de transposição do Rio São Francisco não sejam parcialmente canalizados para os estados mais ricos do nosso País”, alertou o senador Paraibano.

Em função disso, o senador deu entrada em requerimento para criar, para esta legislatura, a Comissão Temporária Externa destinada ao acompanhamento das obras de transposição do Rio São Francisco. A edição impressa do Jornal do Senado desta quinta-feira (12), deu um destaque especial a proposta do senador Raimundo Lira.

Atualmente, 55 mil exemplares do Jornal do Senado chegam a todas as partes do Brasil. Qualquer cidadão ou entidade pública ou privada pode receber o Jornal do Senado no endereço indicado, bastando fazer um pedido de assinatura gratuita na página oficial do jornal. Existe também a possibilidade de assinar a edição eletrônica do Jornal do Senado - newsletter - recebendo-a através do seu correio eletrônico.

Na página 4, da edição desta quinta-feira, a iniciativa do senador paraibano ganhou destaque, onde assegura que é necessário que a comissão, que já encerrou seus trabalhos, volte a atuar a fim de que os senadores continuem acompanhando de perto as obras de transposição, garantindo a continuidade dos projetos já iniciados.

Com a ação de Raimundo Lira, o monitoramento do cronograma de execução das obras deve voltar à pauta do senado, onde o tema será foco de trabalho de diversos parlamentares.

“A transposição é o maior programa de segurança hídrica da Região Nordeste. A vida do nordestino nunca mais será a mesma, depois que as águas captadas do rio São Francisco estiverem escoando pelos canais construídos. Daí o justificado entusiasmo de todos os que lutam para que essa obra monumental seja concluída”, avaliou Raimundo Lira.

No próximo passo, parlamentares da bancada paraibana devem solicitar audiência com o ministro da integração, Gilberto Occhi. A bancada deve pleitear uma terceira entrada no estado, interligando o eixo norte da transposição à cabeceira do rio Piancó para beneficiar todos os municípios relacionados com o sistema Coremas/Mãe d’água.

Na última legislatura, uma comissão com o mesmo propósito foi instalada. O colegiado acompanhou a evolução das obras, destacando parlamentares para visitas aos sítios e convidando por diversas sessões o então ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, para apresentar a prestação de contas e as projeções orçamentárias. A comissão era presidida pelo então senador Vital do Rêgo (PB), cujo produtivo mandato tem continuidade nas ações do senador Raimundo Lira.

[yframe url='https://www.youtube.com/watch?v=BPq97eUxZig']