Lira diz que Comissão vai discutir ajuste fiscal e pacto com ministros

Eleito por unanimidade essa semana vice presidente da Comissão de Assuntos Econômicos no biênio 2015-2016, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) revelou que os senadores da CAE pretendem discutir ajuste fiscal com ministros da área econômica, além de retomar o debate em torno do pacto federativo.

Lira adiantou que, ainda este mês, a CAE deve receber os ministros da Fazenda e do Planejamento, além do presidente do Banco Central, para discutir a situação econômica do país e a proposta de ajuste fiscal do governo federal. Em sintonia com o presidente da Comissão, Delcídio do Amaral (PT-MS), Lira anunciou como uma das prioridades do colegiado a discussão de “um grande pacto federativo” que resolva a guerra fiscal.

Ele lembrou que o ano de 2015 será muito difícil para a economia brasileira, mas garantiu que o Senado terá um papel importante para buscar saídas que minimizem os efeitos da crise. Primeiro presidente da CAE, em 1989, o senador paraibano frisou que a Comissão é o foro de debate adequado para reformas importantes para o país, como a tributária e a fiscal.

Ele considerou importante e necessária a decisão do presidente Delcídio do Amaral de manter contatos com o Banco Central a fim de agendar audiência pública com o presidente da instituição, Alexandre Tombini, visando uma avaliação da política monetária. Na próxima reunião, poderão ser votados convites para audiências com os ministros da Fazenda, Joaquim Levy; e do Planejamento, Nelson Barbosa.

O vice presidente da CAE também é a favor do aprofundamento das discussões sobre investimentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Lira antecipou que os dirigentes do banco também poderão comparecer à CAE, em audiência pública, a fim de expor e discutir a execução e os fundamentos da política de financiamento de investimentos.