Lira preside sessão no Senado e homenageia Margarida Maria Alves

Ao presidir mais uma sessão no Senado Federal, o senador Raimundo Lira (PMDB-PB) prestou homenagem à líder sindical Margarida Maria Alves, ilustre paraibana que ficou conhecida pela sua história de luta em benefício do povo e em procura de maior justiça social, principalmente dos menos favorecidos.

Raimundo Lira lembrou que Margarida Maria Alves foi uma paraibana de garra, destemida e corajosa, que se notabilizou por pagar com a vida o seu desejo de justiça e de igualdade social, lutando em favor dos camponeses que ansiavam por dias melhores. “Esse nome, a “Marcha das Margaridas”, também passa a ser o nome do povo paraibano” afirmou Lira.

Organizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), a “Marcha das Margaridas” presta homenagem à líder sindical morta em Alagoa Grande. Lira lembrou que a Marcha traduz o sentimento do povo paraibano e tem como objetivo apresentar uma pauta de reivindicações que atenda às necessidades das mulheres que vivem e trabalham no campo; além de se contrapor ao conservadorismo político atual, que pode levar ao retrocesso das conquistas históricas dos trabalhadores brasileiros.

Homenagem

 Durante a sessão, Raimundo Lira também prestou uma homenagem póstuma no 7° dia de falecimento da professora Ana Lígia da Cruz Barbosa Araújo e declarou os seus verdadeiros sentimentos aos familiares da professora de Campina Grande. Lira disse que estava profundamente triste com o falecimento da professora campinense.

Ele lembrou a história da professora Ana Lígia, uma pessoa que, após se aposentar como professora titular da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), passou a ensinar nas escolas de pessoas carentes, inclusive com seus próprios recursos, organizando bazares para que dessem dignidades àquelas crianças pobres e carentes.

“Quero transmitir os sentimentos pelo desaparecimento de tão maravilhosa pessoa” destacou Raimundo Lira.