Lira solicita que Exército assuma primeira parte da duplicação da BR 230

 

O senador Raimundo Lira (PMDB-PB) anunciou, durante entrevista na Paraíba, que o Projeto Executivo da primeira etapa das obras de duplicação da BR 230, trecho de 33 km, entre Campina Grande e a Comunidade Farinha (Praça do Meio do Mundo) – que foi licitado há cerca de quatro meses – está previsto para ser concluído em agosto.




Como relator do orçamento do Ministério dos Transportes para 2016, ele conseguiu aprovar a maior verba de dotação de uma obra nova no Brasil na área de transportes. “Nós aprovamos este ano, no Orçamento, e eu fui relator do orçamento no Ministério dos Transportes, a maior dotação de uma obra nova, no Brasil. Nós temos hoje, disponíveis, R$ 152 milhões, dos R$ 165 que foram aprovados” garantiu Lira.




Ele lembrou que, além de ter trabalhado para conseguir os recursos, também se esforçou para garantir a aprovação projetos de viabilidade técnica e impacto ambiental. “A obra ainda não começou porque as pessoas apresentavam a obra sem ter projeto. Aí eu fui lutar pelo projeto de viabilidade econômica e de meio ambiente”, disse.




Exército - A pretensão de Lira é de que as obras sejam realizadas pelo Exército e, para isso, ele fez gestão junto ao Ministério da Defesa. O parlamentar foi pessoalmente ao Comando Geral do Exército e, na ocasião, solicitou que o Batalhão de Caicó colocasse as suas máquinas e equipamentos a serviço da duplicação.




 “Eu fui lutar para que o Exército assumisse uma parte dessa obra. O Batalhão de Caicó tem máquinas, equipamentos e pessoal especializado nesse tipo de obra. E a perspectiva é de que os trabalhos comecem da Praça do Meio do Mundo em direção a Campina Grande”, anunciou o senador paraibano.




 Em Brasília, Raimundo Lira tem atuado pessoalmente, objetivando dar agilidade à obra. Recentemente, ele reforçou o pleito junto ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Lira reafirmou que os 340 quilômetros de duplicação da BR 230, no trecho entre Campina Grande e Cajazeiras, representam a maior obra rodoviária do Nordeste, a ser executada a partir deste ano.




O peemedebista observou, com base nos estudos, que esse primeiro trecho é o mais importante da duplicação, pois apresenta grande movimento de veículos: cerca de 12 mil veículos circulam diariamente, principalmente, caminhões. Ele reafirmou que, desde que assumiu o mandato no Senado, vem trabalhando em favor da Paraíba, e que elegeu a obra da duplicação como uma de suas principais bandeiras em Brasília.




“Quando forem executados esses primeiros 33 quilômetros, que são os mais importantes da BR 230, então um dia chegaremos a Cajazeiras, se Deus quiser” afirmou.