Ministério da Saúde disponibiliza Teleconsultoria para médicos da Capital

Os médicos da Atenção Básica da rede municipal de saúde contam com mais um auxílio no atendimento aos usuários. O Ministério da Saúde (MS) disponibiliza o serviço de teleconsultorias gratuitas por telefone a todos os profissionais dos programas Mais Médicos, Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab) e Melhoria do Acesso e da Qualidade (Pmaq), e se estende também para as equipes do Serviço de Atendimento Domiciliar (Sad). O contato é feito através do número 0800 644 6533.

As teleconsultorias são respondidas por médicos de diferentes especialidades, com experiência em atenção básica e contam com o apoio de teleconsultores de outras profissões da área da saúde. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30, no horário de Brasília, sem intervalo.

Segundo o MS, o serviço tem o objetivo de facilitar o acesso à informação clínica, agilizar e aumentar a segurança na tomada de decisão, auxiliar a resolução de problemas de saúde e dúvidas em tempo real, além de proporcionar aprendizado e atualização a partir de casos reais, sem a necessidade de agendamento prévio.

“Esse teleatendimento visa principalmente reduzir o número de encaminhamentos desnecessários e qualificar aqueles que realmente são necessários, uma vez que facilita o acesso e agiliza a tomada de decisão”, ressalta a coordenadora do Telessaúde Redes da Região Metropolitana de João Pessoa, Camila Gondim.

Telessaúde – O Programa Telessaúde Brasil Redes é uma ação nacional que busca melhorar a qualidade do atendimento e da atenção básica no Sistema Único da Saúde (SUS), integrando ensino e serviço por meio de ferramentas de tecnologias da informação, que oferecem condições para promover a Teleassistência e a Tele-educação.

O Projeto Telessaúde Redes da Região Metropolitana de João Pessoa é resultante da parceria entre as secretarias municipais de saúde de João Pessoa, Santa Rita, Alhandra, Secretaria Estadual de Saúde e Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e tem como objetivo o desenvolvimento, implantação e normatização de métodos e tecnologias de tele-educação e teleassistência, com foco no fortalecimento da atenção básica à saúde destes municípios.