MPT e Senai lançam curso pioneiro na Paraíba

O Ministério Público do Trabalho na Paraíba e o Senai lançaram, em João Pessoa, um curso pioneiro de dispositivos móveis voltado para a profissionalização de jovens.

A solenidade de lançamento do curso profissionalizante de “Mantenedor e Reparador de Dispositivos Móveis” (smartphone, celular, notebook, netbook) aconteceu na última terça-feira, na Escola do Senai, em João Pessoa.

A aula inaugural contou com a presença do procurador-chefe do MPT-PB, Paulo Germano Costa de Arruda e com a diretora regional do Senai na Paraíba, Marinalda Adjuto. Para a implantação do curso e desse projeto social de capacitação profissional, o MPT firmou acordo com o Senai, em julho deste ano e destinou R$ 190 mil.

Oportunidade

“Esse curso é muito importante para minha carreira, visto que o mercado de trabalho está com cada vez mais exigente. Vejo nele um aprimoramento, pois estou na área que desejo me formar”, revelou João Batista Dantas de Melo Neto, 21 anos, estudante do 5° período de Engenharia Elétrica no IFPB.

Segundo ele, é uma oportunidade a mais de capacitação. “Até porque esse curso não há em outros locais com essa estrutura e esses equipamentos. É um aluno por micro. Esse curso abrirá mais portas para minha especialização”, revelou João, que ingressou na turma pioneira de forma gratuita.

Aulas interativas e equipamentos modernos

“O nosso curso conta com uma das mais completas estruturas do Nordeste, bem à frente de algumas escolas de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará. Para deixar as aulas mais interativas e dinâmicas, temos uma lousa digital, onde o professor pode controlar funções do sistema do computador, através de toques. Esses e outros recursos fazem com que nosso curso seja um dos mais completos da Região”, informou o instrutor do curso, José Luiz do Nascimento Filho.

Estrutura

José Luiz explicou que o laboratório 1 conta com equipamentos para os mais diversos tipos de reparos e análise de problemas. Segundo ele, a estrutura de bancada foi projetada pensando na segurança das placas eletrônicas, como também dos alunos.

“Toda bancada é coberta com uma manta antiestática aterrada. Temos máquinas separadoras de LCD a vácuo, estação de solda SMD, banheira ultrassônica, fontes reguláveis, multímetros dos mais modernos, sem falar que todos os alunos podem analisar as placas e os circuitos através de microscópio digital, em cada um dos computadores”, informou o instrutor José Luiz.

Próxima seleção acontecerá em outubro

De acordo com o gerente executivo de Educação do Senai no Estado, Janildo Sales Figueredo, existem duas turmas em curso: uma gratuita à tarde (com 15 alunos) e outra paga, à noite (com 14 alunos). Ele informou que a próxima seleção será em outubro.

As inscrições serão feitas pela internet. “Essa iniciativa é de grande relevância social”, enfatizou.

Mais informações sobre o curso podem ser obtidas no site www.fiepb.org.br.

Parceria e credibilidade - Segundo Marinalda Adjuto, é a primeira vez que o Senai oferta esse curso. “É muito gratificante para nós do Senai manter essa parceria com o Ministério Público do Trabalho. Reconhecemos a seriedade do trabalho e encaminhamentos dos recursos para a realização do projeto. Estamos sempre abertos a parcerias com o MPT, que é um órgão de credibilidade em nosso Estado”, ressaltou.

Investir em tecnologia - “A saída da crise passa pelo investimento em tecnologia e educação profissional e não pelo achatamento de salários e redução de direitos trabalhistas, o que é comprovado na experiência internacional. Nessa linha, é que o MPT move esforços em parceria com o Senai, no sentido da qualificação dos nossos jovens, cumprimento da ‘Lei da Aprendizagem’ e abertura de campos de estágio”, comentou o procurador do Trabalho Paulo Germano.

Para o procurador, “o curso pioneiro de Mantenedor de Dispositivos Móveis é uma ação importante nesse esforço interinstitucional, pelo Brasil”.