ALPB concentrará todos os anexos no antigo Paraíba Palace

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Gervásio Maia (PSB) assumiu o cargo disposto a deixar sua marca na história. Tomou posse numa solenidade histórica, no Cine Banguê lotado, com um discurso de que não mexeria na localização da sede atual e encontraria alternativas para preservar a história e realçar o patrimônio histórico do Centro da cidade.

Consegue aos poucos colocar seus planos em prática. Já anunciou a desapropriação de um imóvel na praça 1817 para a construção de um estacionamento. Podem ampliar a área com a aquisição de um vizinho imóvel. Mas o pulo do gato virá em seguida.

Nos próximos dias, Gervásio assina um contrato de locação do prédio que um dia já foi o Paraíba Palace Hotel. Um patrimônio histórico do Ponto de Cem Reis, que passou por uma reforma recente para abrigar um shopping center. A crise veio, as lojas foram fechando e o projeto do shopping foi fugindo da visão empreendedora. O Paraíba Palace, em seus três andares, está sub-utilizado.

A ideia de Gervásio é excelente. Atualmente, a ALPB tem imóveis alugados nos mais diversos locais para abrigar oito anexos. O gasto mensal só com os alugueis chega aos R$ 40 mil. A solução: levar para um mesmo prédio todos os anexos. O Paraíba Palace é o local ideal.

O gasto passará a ser de uma só estrutura. Mesmo que o aluguel chegue ao mesmo gasto dos oitos anexos, ainda compensa. Toda a infraestrutura concentrada reduz as despesas. A proximidade com a sede da ALPB é outra vantagem. Mas a valorização do patrimônio histórico, por si só, justificaria toda negociação.