Oposições dão demonstração de unidade com Maranhão

O senador José Maranhão foi homenageado numa festa preparada pelo PMDB estadual, em João Pessoa, pela passagem do seu aniversário. Foi num restaurante na orla de Tambaú. Ele chegou ao local acompanhado da esposa, a desembargadora Fátima Bezerra. Lideranças de diversos partidos de oposição estavam presentes. Alguns peemedebistas não participaram da festa, como os deputados federais Hugo Motta e Veneziano Vital do Rêgo. Estava no local da festa o deputado federal Aníbal Marcolino (PSD), que é aliado do governador Ricardo Coutinho (PSB).

Os prefeitos de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), e de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), chegaram juntos. No mesmo carro veio o senador Cássio Cunha Lima (PSDB). O vice-prefeito Manoel Júnior e o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) também participaram da festa. O deputado federal Rômulo Gouveia (PSD), por conta de outros compromissos, não compareceu. Havia uma expectativa sobre a presença do governador Ricardo Coutinho (PSB), mas ele não foi. A organização da homenagem a Maranhão confirmou que o convite foi feito ao governador.

Todos falaram em unidade das oposições. Antes do encontro, Cássio, Romero e Luciano fizeram uma reunião no escritório do senador, em João Pessoa. Chegaram com o discurso afinado e cada um com seu ponto de vista. Luciano e Romero falam em pré-candidatura e o senador José Maranhão disse que disputar  o governo outra vez não está em seus planos, mas está pronto se for chamado. Ele pregou uma "unidade em favor da Paraíba" e lembrou que o momento é de crise. O senador ganhou uma rede vermelha e personalizada com seu nome, do prefeito de São Bento, Jarques Lúcio. "Podem ter certeza que não ficarei deitado nessa rede durante a campanha. Vou percorrer toda a Paraíba", brincou com os jornalistas.