Orçamento Participativo concorre a prêmios nacionais

O Orçamento Participativo Criança e Adolescente, iniciativa que leva noções de cidadania e democracia participativa às escolas municipais de João Pessoa, está participando de dois prêmios nacionais. O projeto concorre ao 1º Prêmio de Boas Práticas da Rede Orçamentos Participativos e ao Prêmio Criança da Fundação Abrinq.

O prêmio Boas Práticas é promovido pela Rede Brasileira de Orçamentos Participativos e tem o objetivo de compartilhar experiências no Brasil e nos demais continentes. O prêmio busca reconhecer experiências inovadoras e criativas de Democracia Participativa nos governos e na sociedade civil, que proporcionem mais igualdade entre os atores na sociedade, promovam a cidadania, possibilitem a inclusão social e estimulem a participação cidadã.

De acordo com o secretário do Orçamento Participativo, Jackson Macedo, o projeto tem grandes chances de ganhar. Um dos motivos é o seu grande alcance, já que o OPCA atualmente atinge mais de sete mil alunos divididos em 14 escolas municipais. “Os alunos que participam do OPCA acabam agindo como multiplicadores. Eles compartilham os seus conhecimentos sobre democracia participativa dentro de suas casas com suas famílias, com seus vizinhos e com a sua comunidade”, explica Macedo.

O OPCA também está concorrendo ao Prêmio Criança 2015, promovido anualmente pela Fundação Abrinq. De acordo com a diretora de Assistência Social da Secretaria de Desenvolvimento Social de João Pessoa, Thêmis Gondim de Oliveira, o OPCA foi escolhido para concorrer ao premio por uma comissão formada pelas secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social. “O OPCA estimula o protagonismo dos estudantes e a partir do olhar das crianças são apresentadas as necessidades da sua escola. O OPCA também provoca uma importante discussão orçamentária entre os alunos”, explica.