Paraíba avança no processo de Alfabetização

O segundo teste de 2014 da Provinha Brasil, aplicado em novembro para 5.756 estudantes do 2º ano do Ensino Fundamental das escolas estaduais da Paraíba, constatou que houve um avanço no processo de alfabetização dos alunos, tanto em leitura quanto em matemática, em relação ao primeiro teste.

Em leitura, das 384 turmas avaliadas, 317 encontram-se nos níveis máximos 4 e 5, por isso podem ser consideradas alfabetizadas. Os alunos que se encontram neste nível demonstram domínio da leitura de textos e da utilização de estratégias diversas para sua compreensão. Já em matemática, 365 turmas também estão nos níveis 4 e 5, pois apresentam bom conhecimento do sistema de numeração decimal na escrita de números com dois algarismos. Na primeira avaliação, apenas 139 tiveram desempenho máximo em leitura, e 254 em matemática.

“A aplicação da Provinha Brasil demonstrou que os estudantes que estavam no nível 3 avançaram. Portanto, sugere-se o fortalecimento de práticas pedagógicas significativas para a formação de leitores e produtores de textos e letramento matemático que garantam a alfabetização em língua portuguesa e matemática de todos os estudantes, conforme visa o Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa (PNaic)”, afirma a gerente do Programa de Avaliação (Proava) da Secretaria de Estado da Educação (SEE), Iara Andrade.

A Avaliação da Alfabetização Infantil – Provinha Brasil é instrumento pedagógico, sem finalidades classificatórias, que visa investigar o desenvolvimento das habilidades relativas à alfabetização e ao letramento em língua portuguesa e matemática, desenvolvidas pelas crianças matriculadas no 2º ano do ensino fundamental das escolas públicas brasileiras. Aplicada duas vezes ao ano (no início e no final), a avaliação é dirigida aos alunos que passaram por, pelo menos, um ano escolar dedicado ao processo de alfabetização.

Composta pelos testes de língua portuguesa e de matemática, a Provinha Brasil permite aos professores e gestores obter mais informações que auxiliem o monitoramento e a avaliação dos processos de desenvolvimento da alfabetização e do letramento inicial e das habilidades iniciais em matemática, oferecidos nas escolas públicas brasileiras, mais especificamente, a aquisição de habilidades de leitura e de matemática.

A Portaria Nº 867, de 4 de julho de 2012, instituiu o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNaic) com a proposta de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental, conforme uma das metas previstas pelo Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação, que utiliza a Provinha Brasil como meio de aferir os resultados.