Pedro cobra explicações sobre subnotificação

































































































O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) afirmou que tem recebido denúncias de vários médicos e profissionais de saúde sobre a possibilidade de estar havendo subnotificação na Paraíba sobre casos positivos para o coronavírus. Ele classificou a situação como grave e cobrou mais transparência do Governo do Estado nas medidas que estão sendo tomadas para lidar com os pacientes suspeitos e com os procedimentos para o diagnóstico dos casos.

“É evidente que estamos tendo uma subnotificação e o governador João Azevedo não age com a responsabilidade de reconhecer que está havendo esse problema. A denúncia que uma médica pneumologista fez hoje é muito grave e eu, pessoalmente, tenho recebido muitas mensagens de profissionais da saúde falando em subnotificação.

Pedro citou o relato da médica Maria Nedina Claudino de Aquino, integrante da Sociedade Paraibana de Pneumologia, sobre a negativa da Secretaria realizar exame para detectar ou não a presença do vírus, em pacientes encaminhados por pneumologistas aos serviços de Saúde. Ela disse que a Secretaria vem adotando critérios já ultrapassados para recomendar a realização do exame. A médica infectologista Adriana Melo também concedeu entrevistas a meios de comunicação dos Estado falando sobre a mesma deficiência na adoção dos critérios recomendados para a realização do exame.

Para ele, que vem acontecendo na Paraíba na parte do diagnóstico é uma situação extremamente grave, já que pessoas com os sintomas do COVID19 não estão conseguindo fazer o exame. “Não estou dizendo que todos precisam fazer o exame, mas é preciso ter os critérios mais claros sobre esses procedimentos. O que a gente percebe é que há uma incapacidade de fazer o diagnóstico sobre o coronavírus na Paraíba”, denunciou.

Números – De acordo com o boletim epidemiológico sobre o coronavírus na Paraíba, divulgado nesta quarta-feira (18), pela Secretaria Estadual de Saúde, até agora foram notificados 96 casos, sendo 1 confirmado, 16 descartados e 80 aguardam resultado da análise dos exames pelo Instituto Evandro Chagas, em Belém-PA, referência regional.

No Brasil inteiro, já são 387 casos confirmados de novo coronavírus, que já registrou três mortes por conta da doença. Dezenove estados e o Distrito Federal registram casos. Paraíba, Piauí e Maranhão são os únicos estados do Nordeste sem confirmações de casos de pessoas infectadas até o momento.