Pedro justifica impeachment contra Dilma

O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB), durante pronunciamento da Câmara dos Deputados, na tarde desta quarta-feira (6), justificou o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) alertando para falhas em diversos programas na área da Educação e para o alto índice de desemprego entre jovens. Para Pedro, o governo petista não tem condições mais de administrar o bem público.

“Nada justifica mais o impeachment do que a atual situação do povo brasileiro: de cada cinco jovens, um está desempregado”, destacou o deputado.

Segundo Pedro, a CAPES, recentemente, anunciou um corte de 7 mil bolsas; o CNPq, por sua vez, suspendeu também as bolsas de pós-graduação; o MEC disse que acabou o dinheiro para o FIES; o PROJOVEM de Campina Grande não está acontecendo.

“Portanto, não há nada mais claro do que a atual situação do povo brasileiro para justificar esse impeachment. O Governo do PT é irresponsável. O Governo do PT não tem capacidade mínima de fazer a gestão do bem público”, disse Pedro.

Pedro lembrou que em 2014, ano eleitoral, o Governo Federal injetou mais recursos nos programas sociais, com o objetivo de ludibriar a população. Segundo ele, o FIES passou de R$ 5 bilhões para R$ 12 bilhões, comprometendo a sustentabilidade financeira do País. “De maneira maldosa e irresponsável o Governo agiu para enganar a população e ganhar a eleição. A consequência é a crise econômica que estamos mergulhados hoje”, ressaltou.

Ainda durante o discurso, o deputado paraibano afirmou que todos esses fatores têm prejudicado milhares de jovens e estudantes no País e que é necessário uma solução imediata para sanar a falta de investimento em diversas áreas, mas principalmente na educação. “Portanto, tudo isso está sendo levantado e esclarecido, e vamos demonstrar que esse Governo já vai tarde”, garantiu.