PM encerra carreata de prefeito em Jericó

No sertão do Estado, em uma semana, este é o segundo registro de carreta com evidências de campanha eleitoral antecipada, mesmo com os decretos municipais proibindo aglomeração de pessoas por conta da pandemia do novo coronavírus. Depois de Pombal, onde aliados do prefeito Verissinho distribuíram até brindes com logomarca da Prefeitura, no sábado passado foi a vez dos políticos de Jericó. Detalhe é que tanto Verissinho (MDB) quanto Cláudio Oliveira (Progressistas) editaram decretos restringindo manifestações. Em Pombal, os vídeos mostravam a participação da primeira dama, Mayane participando da carreta. Em Jericó o próprio prefeito esteve presente.

A carreata em Jericó gerou polêmica nas redes sociais. Ela teria sido organizada para a saudar a chegada do empresário Hallysson Oliveira, sobrinho do prefeito Cláudio. Hallysson será candidato a prefeito pelo grupo situacionista, só que ele reside e tem negócios no estado do Maranhão. Foi recepcionado pelos correligionários do seu tio, na entrada da cidade. Depois, seguiram em carreata por bairros, indo até o centro da cidade. Vários vídeos foram feitos pela população e postados nas redes sociais.

A carreata acabou com a chegada da Policia Militar. Segundo os relatos, alguns participantes tentaram intimidar os policiais e houve até um disparo de arma de fogo, ferindo uma jovem. Ela foi atendida no Hospital de Catolé do Rocha. De acordo com boletim médico, o ferimento foi leve.

Sobre a Covid-19, Jericó já teve 5 casos confirmados,  sendo que 4 estão recuperados. A denúncia da carreata, já chegou ao conhecimento do Ministério Público local.

__

*Com informações do blog de Cliton Medeiros