PMJP promove Semana das Mulheres Negras

A partir desta segunda-feira (21), a Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM) e a Coordenadoria de Promoção à Cidadania LGBT e Igualdade Racial da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) vão promover uma série de atividades de afirmação da identidade das mulheres negras, em alusão ao Dia Internacional da Mulher Negra da América Latina e do Caribe, comemorado no dia 25 de julho. A programação segue até o sábado (26).



A abertura será no auditório da Ordem dos Advogados da Paraíba seccional Paraíba (OAB-PB), às 15h, com uma conferência sobre o Impacto do Marco Legal (25 de Julho) na Vida das Mulheres Negras.



Participam da abertura as conferencistas Socorro Borges, secretária de Políticas para as Mulheres da PMJP; Socorro Pimentel, coordenadora-geral de Promoção à Cidadania LGBT e Igualdade Racial; e Socorro Rocha, professora doutora da Universidade Federal da Paraíba, pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas Afrobrasileiros e Indígenas.



Além de afirmação da identidade das mulheres negras na perspectiva de inclusão social e cidadania, o evento também tem o objetivo de divulgar o 25 de Julho como Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, fruto da Lei 12.987, sancionada no último dia 2 de junho pela presidenta Dilma Rousseff. Tereza de Benguela, liderança quilombola do século XVIII, chefiou o Quilombo do Piolho ou Quariterê, nos arredores de Vila Bela da Santíssima Trindade, Mato Grosso.



“Os objetivos também passam pela fomentação do empoderamento das mulheres negras para efetivação das políticas públicas e afirmativas e a valorização das mulheres negras na sociedade”, acrescentou a coordenadora de Educação Inclusiva da SEPPM, Girlani Lima.



Programação – A programação da Semana das Mulheres Negras continua no dia 23 de julho, a partir das 14h, com a oficina Mulheres Negras, Saúde e Ervas, ministrada pela sacerdotisa Mãe Lucia de Omidewá, a médica homeopata Margareth Leite Guedes e a terapeuta holística Maria Neusa Justino, no Centro de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde, no Valentina. No dia 24, a partir das 17h, a contramestra Malu vai dar uma oficina de Capoeira para Mulheres, na Casa Pequeno Davi.



Já no dia 25, às 9h, a Câmara Municipal de Santa Rita vai promover uma audiência pública sobre o Dia Internacional da Mulher Negra da América Latina e do Caribe, organizada pela Comissão provisória do Conselho de Igualdade Racial de Santa Rita. No mesmo horário, ao lado do Mercado de Mangabeira, o Grupo de Mulheres Flores da Jurema Preta farão uma apresentação em alusão ao dia 25 de Julho.



À tarde, às 14h, uma roda de diálogo vai discutir o tema “Mulheres Negras, Mortalidade Materna e Violência Obstétrica”, no auditório de Atenção à Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Participam da discussão Jô Pontes (SEPPM), Elisabete Alves (SEPPM) e Perla Figueiredo (SMS).



O encerramento se dará no dia 26, com uma programação especial do projeto Sabadinho Bom em alusão ao dia 25 de Julho. A cantora Karyna Spinelli se apresenta na Praça Rio Branco a partir do meio-dia.