Prefeito visita obras ao lado de conselheiros do OP

Conselheiros do Orçamento Participativo (OP) tiveram, durante esta sexta-feira (6), a oportunidade de conhecer e fiscalizar as obras da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) que estão fora de suas Regiões de Participação Popular. Ao lado do prefeito Luciano Cartaxo, representantes das 14 regiões participaram da Caravana de Acompanhamento do OP, que percorreu obras em andamento ou concluídas por toda a cidade.

O grupo acompanhou os trabalhos em execução no Parque Solon de Lucena, na calçadinha da Orla, na Unidade de Pronto Atendimento de Cruz das Armas e no Residencial Vieira Diniz, que vai garantir 776 apartamentos para quem não possui casa própria. Além disso, foram visitadas Academias de Saúde, Unidades de Saúde, creches e a Praça da Independência.

“O Orçamento Participativo é um instrumento muito valioso de consulta das prioridades da população quanto a obras e ações”, destacou o prefeito Luciano Cartaxo. “Os conselheiros acompanham de perto as obras e ações em sua região, mas hoje estão tendo a oportunidade de ter uma visão geral do trabalho da Prefeitura em toda a cidade e dar opiniões e sugestões a respeito das obras”, complementou.

Ao todo, participaram da atividade 28 conselheiros (14 titulares e 14 suplentes), que integram o Conselho Municipal do Orçamento Participativo (Cop-JP). Os conselheiros são eleitos pela população durante as plenárias do OP e tem a missão de fiscalizar as obras em sua região, levar demandas de serviço de zeladoria e também participar do dia-a-dia da gestão, mantendo a população de sua região a par dos novos projetos.

Para Emilene França, conselheira da 6ª região (que corresponde ao Bairro das Indústrias e comunidades em seu entorno), o dia rendeu bons resultados. “É uma forma de mostrar transparência e de prestar contas de como os recursos estão sendo investidos. Pudemos perceber que estão sendo realizadas obras importantes para a cidade e com muita qualidade”, afirmou.

Adão Sebastião, da 13ª região (Torre e outros bairros e comunidades adjacentes), concordou. “Gostei bastante porque vi obras que vão resultar em desenvolvimento para a cidade, e a Lagoa é um destaque por ser uma obra monumental e que é voltada para a população como um todo”, afirmou.

A aproximação entre os conselheiros e a gestão executiva foi destacada pelo secretário municipal da Gestão Governamental, Adalberto Fulgêncio. “Essa é mais uma forma de ampliar o diálogo, que é uma marca dessa gestão, e de fortalecer a participação do Conselho, que é uma entidade voltada para o debate e a sugestão de melhorias para a sociedade”, afirmou.