PSDB vai iniciar uma campanha de filiação nacional

O presidente diretório estadual do PSDB - Paraíba, Ruy Carneiro, esteve reunido nesta terça-feira, 11, com o presidente nacional do partido, senador Aécio Neves e todos os demais presidentes estaduais da legenda. Na pauta do encontro foram abordados três pontos prioritários, a partir da apresentação da fala do senador Aécio Neves na qual ele abordou conjuntura política e econômica nacional. Os líderes do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB e na Câmara, Carlos Sampaio (SP) também participaram do encontro.

Campanha de filiação - Segundo Ruy, um tema que foi abordado na reunião de trabalho pelo senador mineiro foi com relação à organização partidária, "vamos iniciar uma ampla campanha nacional de filiação e a orientação de Aécio é que priorizemos a participação das mulheres nesta ação. Já formalizamos a instalação do nosso núcleo feminino que tem Iraê Lucena como presidente com um trabalho que já está sendo bastante elogiado por quem participa da vida partidária", lembrou o presidente do PSDB-PB. Ruy disse ainda que tem conversado com lideranças políticas de praticamente todas as cidades paraibanas que demonstram total interesse em se filiar no partido.

Conjuntura Nacional - Aécio destacou ainda a importância da unidade partidária a partir do discurso que deve ser adotado pelas lideranças políticas tucanas nos seus estados de origem. "Aécio fez uma sucinta explanação do atual quadro nacional e expos a sua preocupação com o futuro do país e a responsabilidade que o PSDB tem neste quadro difícil pelo qual passa o Brasil. É preciso manter a unificação do discurso entre os dirigentes estaduais e as orientações foram dadas pelo nosso presidente", disse Ruy.

16 de agosto - No que diz respeito aos protestos organizados pelos movimentos populares para o próximo domingo, Ruy Carneiro esclareceu que a orientação do presidente Aécio Neves é de apoio irrestrito ao direito que a sociedade tem protestar, sem, no entanto, querer tomar para si a ação que é de caráter popular. "O PSDB reconhece o direito que as pessoas têm de se indignar e protestar e repudia a tentativa do PT de diminuir a organização que as pessoas tiveram a partir de chamamentos nas redes sociais. O governo tem medo de povo e esse povo, que foi enganado e roubado se revoltou e tem todo o direito de repudiar as ações de um governo que se mostrou, além de incompetente, mentiroso".