RC e ministro participam de mobilização contra Aedes

O governador Ricardo Coutinho e o Ministro do Turismo, Henrique Eduardo Lyra Alves, participaram neste sábado (13), em João Pessoa, da mobilização nacional contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor de doenças como a dengue, chikungunya e zika vírus, um dos causadores da microcefalia em bebês.

A Praça do Coqueiral no bairro de Mangabeira, foi um dos pontos escolhidos para a atividade, que contou com a participação de secretários de Estado, Gerências Regionais de Saúde, Bombeiros, Exército, escoteiros e outros órgãos.

O governador enfatizou a importância das atividades que estão sendo realizadas para eliminar os focos do mosquito em todo o país. “O Brasil está se movimentando nesta luta, o combate a esse mosquito é uma responsabilidade de todos. Por mais que os agentes públicos trabalhem para a erradicação dos focos, é preciso a colaboração da população. Cada um tem que olhar para dentro da própria casa, peço que não deixem nenhum possível foco. Só acabaremos com a dengue, zika e chikungunya quando não deixarmos o mosquito nascer” disse.

Alô Mãe – Ele ainda falou sobre projeto “Alô Mãe” que será lançado em breve, com o objetivo de acompanhar as gestantes. “Trata-se de um call centerque vai monitorar as gestantes, o andamento do pré-natal e também os bebês. Faremos um trabalho preventivo, que pode contribuir para a diminuição da mortalidade materna, bem como diagnosticar precocemente a microcefalia e outras doenças, como já acontece no caso das cardiopatias, com a ação da nossa Rede de Cardiologia Pediátrica”, frisou Ricardo Coutinho.

O Ministro do Turismo, Henrique Eduardo Lyra Alves, também pediu a colaboração de todos na luta contra o Aedes aegypti. “O Governo Federal está hoje com 220 mil pessoas trabalhando na erradicação do Aedes, em todo o país. Não faltarão recursos para eliminar este mosquito, causador de tantas doenças. Mas é fundamental que todos nos ajudem. Essa guerra é vencer ou vencer”, enfatizou.

Henrique Alves ainda falou sobre as Olimpíadas que vão acontecer este ano no país. “O Brasil vai sediar um evento grandioso e quer se mostrar ao mundo como um país organizado, então esse momento único não pode ser atrapalhado por um mosquito. Vamos nos unir para acabar com o Aedes aegypti”, disse.

Visita – O governador e o ministro do Turismo visitaram a casa do senhor José Medeiros, que está tomando todos os cuidados para evitar os focos do Aedes. “Tenho que fazer a minha parte para que este mosquito não venha transmitir doenças para minha família e todos os moradores. Se cada um cuidar da sua casa, não deixando água parada em nenhum lugar, vamos acabar com este mosquito”, falou.

A dona de casa, Joseja Maria, disse que também já sabe como eliminar os focos da dengue. “Todos os dias eu faço uma ronda na varanda e no quintal para ver se tem água parada. Se tiver eu tiro logo, pra não dar dengue. Esse mosquito tá trazendo muita dor de cabeça e não podemos deixar ele nascer”, enfatizou.

Estratégia – O Plano de Combate ao Aedes aegypti na Paraíba, foi lançado no dia 16 de dezembro de 2015 e conta com ações como a criação de uma Sala de Situação Estadual, que foi visitada logo após o evento, pelo governador e o ministro. A Sala de Situação está montada na sede da Secretaria de Saúde (SES).

Casos – De 1 a 25 de janeiro de 2016 (4ª semana epidemiológica de início de sintomas), foram notificados 1.256 casos prováveis de dengue, destes 371 confirmados, os demais seguem em investigação. A Paraíba é o estado com o maior número de imóveis visitados dentro das ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, desenvolvidas por meio de parceria da SES, com o Exército Brasileiro, o Corpo de Bombeiros e as Prefeituras. Até a última sexta-feira (12), 931.820 imóveis foram visitados, o que equivale a mais de 79%.