Restaurante Popular de Mangabeira será avaliado pelo MDS

Uma equipe técnica do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), responsável pelo Programa Restaurantes Populares, avalia, nesta sexta-feira (29), a partir das 8h, a obra e os equipamentos do Restaurante Popular de Mangabeira, em João Pessoa. A equipe também vai acompanhar o Teste Operacional, um procedimento padrão que precede a inauguração. O equipamento fica localizado na Rua Francisco Pereira de Sousa, s/n, Mangabeira I.
 
A diretora da Diretoria de Economia Solidária Segurança Alimentar e Nutricional (Dessan), Lúcia Silva, explica que a visita precursora do MDS é um procedimento padrão agendado com, no mínimo 20 dias de antecedência da data da inauguração prevista pelo município.
 
A equipe é coordenada por Cintia Castro de Paula, da coordenação Geral de Equipamentos Públicos. Já o Teste Operacional consiste na produção e distribuição de 200 refeições a um público formado por beneficiários de programas sociais do município, servidores da Sedes, de instituições e entidades com atuação no Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA).
 
O s procedimentos operacionais também exigem o envio de um relatório fotográfico dos equipamentos e placas instaladas, espaços internos e do entorno do restaurante.
 
A implantação do Restaurante Popular é fruto de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e o MDS, por sua Secretaria Nacional de Segurança Alimentar.  É coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), através da Diretoria de Economia Solidária Segurança Alimentar e Nutricional (Dessan).
  
Restaurante popular – Lúcia Silva explica que o Restaurante Popular de Mangabeira, é um equipamento público de segurança alimentar e nutricional que se caracteriza pela produção e comercialização de 1.000 refeições, diariamente, a um preço acessível.
 
“As refeições são saudáveis, nuricionalmente balanceadas, servidas em ambiente apropriado de  modo a garantir aos usuários dignidade no momento de se servir”, define a diretora da Dessan.
 
O restaurante é destinado a trabalhadores formais e informais de baixa renda, desempregados, estudantes, aposentados, moradores de rua e famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional.
 
Emprego e renda - Além da atividade de produção e comercialização, a unidade vai realizar outras atividades de desenvolvimento social e geração de emprego e renda, caracterizando-se como uma estrutura multifuncional na perspectiva do Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional.
 
Lúcia Silva acrescenta que o restaurante popular de Mangabeira, com exclusividade, irá contribuir para o fortalecimento da cidadania e representará um espaço de contato das pessoas do bairro e adjacências com o poder público. “Ele terá  uma sala totalmente equipada para a realização de  atividades de desenvolvimento comunitário, estimulando o autocuidado com a saúde, educação alimentar, através de palestras sobre a alimentação saudável, oficinas de aproveitamento e combate ao desperdício de alimentos e atividades com fins culturais”, conclui.